Pastor Miyahara Tatsuhiro, prega e ora para as pessoas em estação de trem no Japão, onde tem alto índice de suicídio

O Japão está enfrentando a maior taxa de suicídio em 30 anos. Uma tendência assustadora é o crescente número de crianças que se matam por causa do bullying e da pressão escolar.

Houve diferentes razões dadas por que o suicídio continua sendo tão prevalente aqui, mas os cristãos daqui dizem que a ignorância de Deus pode ser o motivo pelo qual tantos japoneses desesperados tiram suas próprias vidas.

Aiko Kudou ainda acha difícil acreditar que sua amiga de infância tenha cometido suicídio.

Como ela pode tirar a própria vida e deixar para trás sua família na miséria? Ela ficou deprimida quando sua mãe não aprovou a escola de sua escolha. Ela fugiu de casa. Depois de três dias eles a encontraram morta em um banheiro do parque. Ela cortou o pulso e sangrou até a morte“, lembra Kudou.

A taxa de suicídio entre os jovens japoneses subiu ao seu nível mais alto em três décadas. Segundo o Ministério da Educação, 250 alunos do ensino fundamental e médio cometeram suicídio no ano passado.

Os relatórios dizem que, com base nas notas de suicídio deixadas por essas crianças, o bullying é a principal razão que os levou a acabar com sua vida.

Pastor Miyahara Tatsuhiro diz: “Ser parte de um grupo é muito importante em nossa cultura. E é por isso que, se a criança é diferente fisicamente, ele é sempre intimidada“.

O pastor Miyahara diz que as pessoas que tomam esse caminho muitas vezes não têm propósito na vida. Ao longo da história, o Japão não tinha uma religião dominante. A religião é percebida como tradição, não como uma maneira de encontrar propósito. E religião não é uma prioridade. Os japoneses procuram outras formas de realização.

Mina Kuboi dá abraços grátis na estação de trem de Shibuya. “Dou abraços livres porque quero que as pessoas relaxem”, diz ela.

Quando perguntada se ela sabe sobre Jesus e se ela acha que a religião é importante, ela diz: “Sim, mas para mim não é importante”.

Menos de 1% da população japonesa é cristã. É por isso que o pastor Miyahara está comprometido em compartilhar o evangelho. Ele prega fora da estação de trem todos os dias enquanto as pessoas voltam para casa do trabalho.

Jesus me mandou compartilhar o evangelho e é isso que eu faço. Alguns param e conversam comigo. É quando eu lhes falo sobre o amor e o sacrifício de Jesus por eles. E também tenho a oportunidade de levá-los à oração” ele diz.

O pastor Miyahara acredita que Cristo pode resolver o problema do suicídio ajudando pessoas desesperadas a encontrar esperança e uma razão para viver.

Deixe sua opinião

WhatsApp
Entre e receba as notícias e artigos do dia