Escândalo internacional! Cristão condenado à morte e Mel Gibson entra na briga pela sua liberdade!

"Mark Swidan é mantido preso há 11 anos sem provas concretas e corre risco de ser executado em dois anos."

376
"A verdade chocante sobre a prisão de Mark Swidan na China: Mel Gibson revela tudo!"

O ator e diretor ganhador do Oscar, Mel Gibson, está usando sua voz e sua plataforma de celebridade para pedir a libertação de Mark Swidan, um empresário, artista e arquiteto do Texas que está preso em uma cela chinesa desde 2012.

Gibson, que é amplamente conhecido por grandes produções cinematográficas como “Coração Valente”, “Sinais” e as franquias “Máquina Mortífera” e “Mad Max”, enviou uma mensagem em vídeo para a NewsNation em resposta à nossa reportagem original sobre Swidan, a quem os chineses acusaram e condenaram por conspiração com um cartel mexicano para produzir metanfetamina, apesar da falta de provas.

“Mark Swidan foi injusta e ilegalmente preso pelos chineses por quase 11 anos”, disse Gibson em uma exclusiva da NewsNation, acrescentando posteriormente: “Ele enfrenta uma sentença de morte. Ele é um homem de grande fé, um patriota americano, e durante sua prisão, ele se recusa a renunciar à sua fé ou ao seu país.”

Gibson é um católico devoto. Nos últimos dias, o ator e seu padre em Malibu celebraram uma missa especial em nome de Swidan.

“A missa de hoje é oferecida por um homem chamado Mark Swidan, injustamente preso na China”, disse o padre, em parte. “Vamos rezar para que ele permaneça fiel a Cristo e seja repatriado muito em breve e liberado de sua injusta prisão.”

Em uma entrevista exclusiva na noite de segunda-feira, a mãe de Swidan disse à NewsNation que seu filho foi mantido mais tempo do que qualquer outro americano, mas recebeu significativamente menos atenção do que outros americanos mantidos como reféns recentemente.

“Sabe, é como se Mark não existisse”, disse Katherine Swidan, acrescentando posteriormente: “Eu entrei em contato com tantas pessoas e ele nunca é a prioridade número um.”

Neste mês, o Departamento de Estado divulgou uma declaração afirmando que a libertação de Swidan continua sendo uma das principais prioridades do presidente Joe Biden e do secretário de Estado Antony Blinken.

Gibson, que enfrentou uma série de controvérsias ele mesmo, está incentivando seus compatriotas americanos a apoiarem Swidan em um esforço para trazê-lo de volta aos Estados Unidos.

“O governo dos Estados Unidos exigiu sua libertação, e nós, como americanos, devemos defender esse homem que representa o melhor de nós”, disse Gibson. “Peço a todos vocês que levantem suas vozes e exijam a libertação de Mark, e que orem para que ele seja devolvido à sua família.”

Katherine Swidan diz que significa o mundo que Gibson tenha se envolvido e queira ajudar na libertação de seu filho.

Ainda assim, o relógio está correndo para Mark Swidan, que está programado para ser executado em dois anos. Seu recurso foi negado este mês.

Deixe sua opinião