Disney é criticada por ter primeiro personagem gay, não pela razão que vc pensa

Muitas pessoas ficaram indignadas após a Disney divulgar que terá primeiro personagem gay, mas não pela razão que você pensa.

0
442
Jack Whitehall, fará personagem gay em novo filme da Disney Jungle Cruise

A Disney está prestes a lançar o seu primeiro personagem abertamente gay em seu próximo filme, “Jungle Cruise”, mas muitos ativistas LGBT não estão felizes.

O The Sun informou na terça-feira que o ator britânico Jack Whitehall foi escalado para interpretar um jovem “divertido, afeminado” no filme.

Embora isso seja um óbvio rompimento com representações tradicionais de sexualidade e casamento, os fãs LGBT dizem que há um grande problema – o Whitehall não é gay o suficiente. Na verdade, ele não é gay em tudo. Ele é hetero.

Eles estão chateados porque a Disney não colocou um homem gay de verdade para interpretar o papel.

Ator e ativista gay Omar Sharif Jr. levou ao twitter para expressar sua indignação.

“Sério Disney? Seu primeiro personagem gay de significância será interpretado por um homem hétero e branco perpetuando estereótipos? Fracasso! Esse navio deveria afundar.”

O apresentador de TV gay James Barr chamou o elenco de “frustrante”.

“Super animado por esse grande momento para o movimento LGBTQ+ e família, e Whitehall é ótimo… MAS quando tantos atores gays amigos meus são rejeitados de interpretar personagens héteros por ter um ‘ar de homossexual’, é frustrante ter não-gays em papéis homoafetivos.” disse Barr.

Nem a Whitehall nem a Disney confirmaram os relatórios ou responderam à controvérsia.

Esta não é a primeira vez que a Disney enfrenta reações negativas sobre os problemas LGBT. No ano passado, pais preocupados desaprovaram a escolha da empresa de incluir os temas LGBT em seu remake de “A Bela e a Fera”.

Um advogado do Mississippi que se identifica como homossexual se opôs à decisão e disse que as crianças não devem ser expostas a temas adultos.

“A visão do mundo de Walt era clara: entreter as crianças. Os personagens da Disney tinham esperança, otimismo e, acima de tudo, garantir que as crianças pudessem desfrutar de sua inocência o tempo que o mundo exterior permitisse. E a Disney entendia essa parte. Sua missão era fornecer um amortecedor pelo maior tempo possível “, escreveu ele em uma coluna para o Orlando Sentinel no ano passado.

“Em algum lugar ao longo da linha, a Disney saiu do curso”, continuou ele. “Não se via mais como um defensor da inocência infantil. Em vez disso, via-se como um canal para a mudança social. Walt Disney se tornou Harvey Milk”.

“Jungle Cruise” chegará aos cinemas em outubro de 2019.

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui