crescimento evangélicosNos últimos meses, é notável o crescimento das igrejas, especialmente as evangélicas na cidade. Diversos templos estão em construção e outros em prédios alugados ou comprados. É possível ver estas igrejas praticamente lado a lado.
De acordo com a lei municipal 2043/2003, em seu artigo 2º, os templos de qualquer culto são isentos do pagamento da Taxa de Licença para Localização ou Exercício de Atividade e Taxa de Fiscalização e Vistoria.A reportagem do Jornal Dimensão, por diversas vezes, tentou obter informações com responsáveis por diversos destes templos instalados na cidade. Conforme eles, somente com autorização de um bispo, eles poderiam conceder entrevistas. No entanto, foi possível obter algumas informações em off, além da observação da reportagem.
De acordo com um destes responsáveis, o crescimento dos templos se dá devido ao grande número de fiéis, que vem crescendo a cada dia. O fato de estarem espalhados por todos os bairros de Tramandaí é para atender a todos, já que muitos fiéis não tem condições financeiras de se deslocarem para outros pontos da cidade a fim de participarem dos cultos. “Este crescimento ocorre em todas as cidades brasileiras”, disse um dos responsáveis por um templo na cidade.
Muito se fala em contribuições financeiras, os chamados dízimos, que fiéis tem de dar para as igrejas. Apesar do insucesso da reportagem em obter informações a esse respeito e outros assuntos da pauta, tivemos acesso, através de um rápido contato, com uma espécie de carnê, onde constavam valores que chegavam a R$ 300, como ‘contribuição’ dos freqüentadores de uma igreja. Havia centenas destes carnês empilhados no templo.
jdimenção/padom

Deixe sua opinião

Leia também!  RedeTV! é campeã de venda de horário a igrejas; SBT ainda resiste