Exame de imagem mostra a mão do pequeno Owen, com 21 semanas de gestação, indicando o sinal da vitória. A mensagem do filho tranquilizou a mãe, Louise Butt, que havia ficado grávida após sofrer diversos abortos e temia Owen não conseguisse nascer.
“Foi memorável. Eu estava deitada na mesa de exame médico, e estávamos todos preocupados pois eu já havia sofrido três abortos espontâneos. Então o bebê simplesmente ergueu a mão e fez o ‘V’ da vitória. A médica não conseguia acreditar”, conta Louise.
Em dezembro de 2010, confirmando o sinal dado anteriormente, Owen nasceu são e salvo. Sua mãe, 30, trabalha como consultora de recursos humanos e vive em Bristol, no Reino Unido, e vive com seu companheiro, Daniel Neate, e seu filho Samuel.
Louise segura o pequeno Owen, no seu lar em Bristol: final feliz de uma história arriscada e permeada por uma mensagem quase inacreditável.

Terra / Pavablog / www.padom.com.br

Deixe sua opinião

Leia também!  Casal processa a seita Tabernáculo Vitória para recuperar bens. Assista