O ministério americano Open Doors “Portas Abertas”, divulgou esta semana a Lista de Vigilância Mundial 2014, mais conhecida como, World Watch List (WWL), em que informam quais são os países que mais perseguem os cristãos no mundo.

World-Watch-List-2014-perseguição-cristãosSem nenhuma surpresa, a Coreia do Norte, continua em primeiro lugar entre os países com maior hostilidade religiosa.

A Somália que aparecia no ano passado em quinto lugar, na lista de 2014, aparece em segundo lugar na posição das nações que mais perseguem os cristãos. Logo após a Somália, vem à Síria que ocupa a terceira posição, devido ao problema que se agrava com a guerra civil, onde foram capturados centenas de pessoas em comunidades tradicionalmente cristãs como em Maalula.

Os dez primeiros são compostos pelo, Iraque, Afeganistão, Arábia Saudita, Maldivas, Paquistão, Irã e Iêmen.

Já a  República Centro-Africana (16), Sri Lanka (29) e Bangladesh (48), são nações que apareceram pela primeira vez na lista.

Países asiáticos e africanos fazem parte dos primeiros lugares. Isto é devido às “atrocidades contra a comunidade cristã“. A Síria teve mártires cerca de 1213 mártires, mais do que qualquer outro país segundo a WWL. Já a Nigéria seguiu com 612 mártires, Paquistão 88, Egito,83, Angola 16, Níger 15, Iraque 11, República  Central Africana com 9,  e a Colômbia 8.

De acordo com o relatório da Portas Abertas, houve  “um aumento acentuado na perseguição das comunidades cristãs nos estados que são comumente considerados como ‘fracassados’ “. Um país fracassado é definido “como um Estado fraco onde as estruturas sociais e políticas entraram em colapso até o ponto onde o governo tem pouco ou nenhum controle“, explica em um comunicado.

Colômbia se agrava

No caso da América, a Colômbia é o único país da região que está listada entre as 50 nações que perseguem cristãos mais.

Uma ascensão de 21 posições em uma lista que não é digna de orgulho, fez com que a Colômbia passasse da 46ª posição do ano passado, chegando ao posto de 25ª nos dias de hoje.

Problemas com as Farc foi o principal motivo que fez com que a Colômbia seja o único país do Ocidente a estar incluído na lista. Ao contrário Cuba desde o ano anterior não aparece no relatório da Portas Abertas.

Em um sinal de melhoria para os crentes, Mali caiu de 26 lugar, depois de aparecer inesperadamente em 2013 na 7º posição.

Portal Padom

Deixe sua opinião