Uma nova cepa, altamente tóxica da gripe aviária, potencialmente mortal, tem aparecido no Vietnã e “está se espalhando rapidamente.”

Este relatório alarmante foi feita por Diep Kinh Tan, vice-ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural do Vietnã, acrescentando que as novas epidemias do vírus, é “altamente tóxicas”, no país foram detectados entre aves no mês de julho. Ela já causou a morte de duas pessoas e se espalhou para as regiões do norte e centro do país, que é uma fonte de “grande preocupação” por ser contagiosa para os humanos.

Trata-se de uma mutação do vírus H5N1, que poderia adquirir uma forma facilmente transmissível entre humanos e potencialmente matar milhões de pessoas.

“Jogo” no laboratório

Sua criação foi “acidental” pelos cientistas holandeses no ano passado, alarmou tanto o Conselho Consultivo de Ciências e Biossegurança Nacional norte-americano que recomendou inclusive que o relatório seja publicado sem “métodos ou detalhes”, por medo de que os terroristas possam utiliza-los como armas biológicas.

“O medo é que se você criar algo tão mortal e torna-se uma pandemia global, a mortalidade e os custos para o mundo poderiam ser enormes”, disse ele, em seguida, a Casa Branca.

Os jornalistas, por sua vez, pediram aos pesquisadores para destruir os resultados de seu trabalho, oferecendo uma alternativa para salvar apenas uma evidência do vírus e conserva-los em vários laboratórios sob forte vigilância.

Portal Padom

Traduzido e adaptado de Actualidad

Deixe sua opinião

Leia também!  Enfermeira gera inquietação ao dizer que: "Ebola foi inventada para esconder o canibalismo"