Jesus disse: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida”. (João 14:6)

Essa é uma das mais profundas citações de Jesus em sua peregrinação terrena, nos levando a embarcar em uma viagem de descoberta do real sentido da vida e das consequências que sofremos quando escolhemos esse caminho.

A vida é feita de encontros e desencontros, e os tais são marcados pelos caminhos que somos capazes de percorrer e por aqueles que não percorremos pelo medo do confronto conosco mesmo, com a nossa alma.

O ser humano traz no bojo de sua natureza humana conflitos, duvidas, medos, insegurança, fraquezas, e é capaz de enveredar por caminhos que lhe tragam quaisquer meros fragmentos de uma vida ideal.

O que seria uma vida ideal?

Para muitos, uma casa, um belo carrão, a viagem dos sonhos, muita grana no banco, sucesso, fama, poder, facilidades…
Só que nessa busca, muitas pessoas se perdem na fragilidade das coisas temporais, e não conseguem alcançar algo muito maior e melhor, a eternidade.

Quando você encontra Jesus todos os dias, e fala com ele, e se relaciona com ele, você se depara não com um caminho ou vários caminhos, mas se depara com O caminho. Não o caminho da casa, do carro, da viagem, da grana, do poder etc.

Você se depara com O caminho, aquele onde os conflitos, as dúvidas e os medos se vão, abrindo espaço para A verdade de Deus na sua alma, trazendo-lhe à tona uma vida que você jamais poderia imaginar ter.
Quando Jesus diz que Ele é o caminho, e a verdade, e a vida, Ele está abrindo uma nova perspectiva de vida.

Uma vida onde a insegurança, as fraquezas e as limitações são sufocadas pelo amor e pela graça de Deus, e a eternidade que Nele é revelada.

Que você possa hoje tomar a decisão de escolher O caminho, A verdade, e A vida que Jesus tem para lhe dar, sendo curado de seus “traumas”, e te levando a viver na plenitude de Deus.

Nele, por Ele, para Ele.

por Pr. André Lepre

Portal Padom / Pensando além dos muros

Deixe sua opinião