mulhe-esperando Em algum momento da vida você já deve ter se encontrado com a incerteza de qual seria o melhor: ligar para o pretendente ou esperar o primeiro passo dessa outra pessoa. Pois bem, essa é uma dúvida que atinge vários de nós.

“Faça o que tem vontade e saiba que ligar ou esperar o primeiro telefonema não é fator determinante para dizer se a relação irá adiante ou não. A não ser que tenha alguma razão para que o segundo encontro aconteça”, aconselha a psicólogaRosana Passos de Tonegli.

Segundo a especialista, um dos dois sempre tem que se sentir seguro para dar o primeiro passo e levar a relação adiante. Faça o que depende de você, pense que é possível que o outro não consiga pegar no telefone e discar e, sim, apenas se sinta seguro para atender a um chamado seu.

“O amor é simplesmente feito de atitudes verdadeiras, vindas de ambas as partes, até por isso não custa nada dar o primeiropasso. Tentar é uma atitude de pessoas sábias. Diga o que pensa quando ligar, afinal, é um ato de coragem e maturidadeser sincero”, comenta Rosana.

Não fique com receio do que o outro vai pensar. Se tiver dúvidas do que fazer, como agir no momento da ligação, peçao conselho de alguém que te quer bem. Ninguém precisa ser objetivo e dizer o que sente, as coisas e as situações acontecem de maneira natural.

“Eu e meu esposo nos conhecemos por intermédio de uma grande amiga em comum e isso facilitou para que soubéssemos um do outro mesmo ser termos nos visto pessoalmente, pois ela falava muito de um para o outro. Um dia, tivemos a oportunidade de nos encontrarmos em um aniversário e ficamos conversando durante horas, mas não passou dali”, conta a fisioterapeuta Lavínia Bueno.

Segundo Lavínia, dias se foram até que ela resolveu dar o primeiro passo, ligou e convidou-o para um encontro com o pessoal da faculdade. “Ele não percebeu que eu estava interessada nele, mas passaram-se alguns encontros para que ele me notasse, começamos a namorar e atualmente somos casados”, lembra.

Arca Universal / Portal Padom

Deixe sua opinião