PerguntaHá 17 anos conheci minha esposa, que era afastada da igreja e eu católico não praticante. Ela 10 anos mais velha e em processo de separação com uma filha de 5 anos e eu com 24 anos. Como trabalhávamos juntos começamos a sair e depois de um ano ela engravidou.

Nos juntamos, pra mim uma dificuldade e desespero pela pouca idade, mas um compromisso de um filho. Me converti naquela época e nos casamos depois de 6 anos, mas a união da minha parte desde o início tem sido mantida pelo compromisso de criar o filho, hoje com 15 anos.

O respeito existe, a fidelidade também, mas o amor verdadeiro não. Quero uma ajuda na palavra de quanto vale a pena manter um relacionamento em função do filho, sendo que por inúmeras vezes penso em me dar a oportunidade de encontrar alguém que eu realmente ame de verdade.

Aguardo – Obrigado.
Sergio via email

Pastor André Lepre responde: Querido irmão,

Eu sempre alerto aos irmãos para que não tomem decisões precipitadas, impensadas, por impulso ou obrigação. Isso gera conseqüências para a vida inteira e além de prejudicar possivelmente a vida de pessoas ao nosso redor, os maiores prejudicados somos nós mesmos. Mas, agora, não podemos mais olhar para trás, temos que olhar para frente e vislumbrar as infinitas possibilidades de transformação, restauração e restituição que Jesus pode fazer em nossas vidas. Às vezes olhamos somente para o que está errado e, na ânsia de acertar, fazemos outra escolha errada.

Uma decisão neste caso não envolve somente você, mas outras pessoas (esposa, filho e enteada). O que dá para perceber é que você quer uma palavra na Palavra de Deus que embase uma decisão me parece, que você já a tomou, mas tem medo de ser contrária à vontade de Deus, e isso é um bom sinal.

Entendo que o seu pensamento está equivocado quando diz: “Quero uma ajuda na palavra de quanto vale a pena manter um relacionamento em função do filho, sendo que por inúmeras vezes penso em me dar a oportunidade de encontrar alguém que eu realmente ame de verdade.”

Queridão, por que não pensar o seguinte: “Quero uma ajuda na Palavra de quanto a vale à pena lutar pela minha família, pela transformação, renovação, restauração dos sentimentos.”

A minha proposta para você é a seguinte: Por que não pensar que Deus pode transformar o que você já tem em algo melhor?

Filho, você é um homem abençoado. Abençoado porque tem uma família, um filho. Algo que muitos querem e não têm. Você mesmo relata que há respeito, fidelidade, e se isso existe já um grande passo para uma transformação.

Meu amado aprenda uma coisa: AMAR É UMA DECISÃO!

Sou casado há 18 anos, e nesses 18 anos você acha que não houve crises, medos, dúvidas, decepções? Claro que sim! Mas por acreditar fielmente que Deus poderia mudar qualquer quadro, é que eu decidi continuar até hoje e continuarei, eu decido todos os dias amar minha esposa, minha família, tudo o que tenho, e Deus têm a cada dia renovado o nosso amor. Eu amo a minha esposa não é porque tudo vai sempre bem, mas tudo vai bem porque eu decidi amá-la independente das circunstâncias.

Você diz: “…penso em me dar a oportunidade de encontrar alguém que eu realmente ame de verdade.”

Primeiro: O que seria amar de verdade? O que seria um amor verdadeiro?

Segundo: Você não diz que há respeito e fidelidade? Se você está há tanto tempo com uma pessoa e tem um filho com ela, é porque há algum tipo de sentimento. Eu não posso crer que você seja um cara totalmente desprovido de sentimentos a ponto de estar com uma pessoa e ter um filho com ela. E se há algum tipo de sentimento porque não dar essa oportunidade a ela? E dar essa oportunidade a ela, é dar primeiro essa oportunidade a você!

Você está querendo procurar fora, algo que já está dentro. Tudo começa com diálogo. Eu sempre aconselho aos casais que conversem, que abram seu coração um para o outro. Ponham para fora seus medos, dúvidas, sentimentos, desejos… Você não sabe o quanto isso contribui para o crescimento da relação.

Faça este exercício. Convide-a para sair, somente os dois, sem filhos. E abra seu coração para ela, diga o que você está sentindo, pensando. Ela precisa saber disso, ela tem direito disso, ela merece isso de você. Dê a ela a chance de abrir também o coração e expor para você o que ela pensa a respeito disso tudo.

Vocês são servos de Deus. São um família, e família é projeto de Deus. E todo projeto de Deus dá certo, nunca dá errado. Eu creio que Deus pode mudar esse quadro. Orem juntos. Ore você a Deus e coloque diante Dele tudo isso. Ele é Mestre em transformar vidas, famílias, casamentos, sentimentos.

Ah, já ia me esquecendo: A palavra específica que você pediu, não há. Mas deixo essa aqui para você:

Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!  – 2 Corintios 5:17

Quem encontra uma esposa  encontra algo excelente; recebeu uma bênção do Senhor. “ Provérbios 18:22

Graça e Paz!

Pastor André Lepre

 Envie a sua pergunta para a coluna Pergunte ao Pastor  clique aqui!

Portal Padom

Deixe sua opinião