Maioria dos Brasileiros são contra a união estável entre pessoas de mesmo sexo, que foi aprovada pelo Supremo Tribunal Federal em maio.

A pesquisa feita pelo IBOPE Inteligência realizada entre os dias 14 e 18 de junho revelou que 55% dos brasileiros são contra a união estável entre homossexuais.

As pessoas mais incomadadas com o tema incluíram protestantes e evangélicos (77%), pessoas com formação até a quarta-série do fundamental (73%), pessoas maiores de 50 anos (73%) e homens (63%). A proporção em de desaprovação em termos de região cai do Nordenste/Norte/Centro-Oeste (60%) para o Sul (54%)/Sudeste(51%) do Brasil.

Os Cristãos protestantes e evangélicos (77%) foram mais resistentes do que os Católicos (50%). Entre os ateus, 51% se mostraram contra. Os que se mostraram mais favoráveis foram mulheres (52%) e jovens entre 16 e 24 anos (60%), pessoas com nível superior (40%).

Quanto à adoção de crianças por casais homossexuais, 55% dos brasileiros se disseram contrários, também mais pronunciado entre homens e pessoas maiores de 50 anos de idade. Entre os brasileiros com escolaridade até a quarta série, a porcentagem é de 67% contra. Em termos de região, há a mesma tendência: 60% no nordeste, 57% no Norte/Centro-Oeste, 55% no Sul e 52% no Sudeste contra a adoção por pessoas de mesmo sexo.

Apesar de ter opinião contrária muitos brasileiros reveleram não levar isso para o lado da amizade. A grande maioria não rejeitaria um amigo que revelasse ser homossexual (73%) enquanto 24% disseram que se afastariam um pouco.

“Os dados apresentados pela pesquisa mostram que, de uma maneira geral, o brasileiro não tem restrições em lidar com homossexuais no seu dia a dia, tais como profissionais ou amigos que se assumam gays”, analisou Laure Castelnau, diretora executiva de marketing e novos negócios do Ibope Inteligência. “Mas ainda se mostra resistente a medidas que possam denotar algum tipo de apoio da sociedade a essa questão, como o caso da institucionalização da união estável ou o direto à adoção de crianças”.

Christian Post / Portal Padom

Deixe sua opinião