realidade-irrealA revista WIRED, na edição de maio de 1999, anuncia um novo e emocionante percurso em desenvolvimento nas “Ilhas da Aventura”, parte dos 840 hectares do parque temático da Universal. A WIRED diz: “A maravilhosa aventura do Homem-Aranha conduzirá você dentro da ‘Concha’, uma espécie de cabina arredondada feita de fibra de vidro, que se assemelha a uma mistura de balsa e um carro esporte conversível, e comporta 12 pessoas. A ‘Concha’ – 20 delas correm simultaneamente sobre um trilho elétrico – o levará diretamente para o meio de uma batalha entre o Homem-Aranha e uma gangue de personagens extremamente realista de inimigos da sociedade. Mas a maior surpresa se dá enquanto os carrinhos seguem o percurso: pela primeira vez na história dessas emocionantes aventuras, os carrinhos se movem em sincronia com imagens em terceira dimensão geradas por computadores e projetadas em telas imensas”.

O que faz essa tecnologia diferente do que já foi realizado em realidade virtual anteriormente, diz a WIRED, é que “até agora, a combinação de mobilidade com 3-D tem sido considerada improvável, senão impossível, porque os movimentos distorcem a maneira como as imagens em 3-D aparecem para o espectador. Porém, graças às técnicas (que estão sendo patenteadas), criadas especificamente para o Homem-Aranha, a animação do filme é ajustada de acordo com todas as perspectivas onde as cabinas se encontram, mesmo quando estas viram, revolvem e giram sem parar. Além disso, existem também a parte sonora (vibrações sônicas que surgem abaixo de você) e os cenários que se movem (incluindo uma ponte que dá a impressão de ‘destruir’ você), e o resultado de tudo isso é quase a realização de um muito esperado sonho: o uso total da realidade virtual”.

Leia também!  Deus não rejeita a quem O invoca

Na mesma edição da WIRED foi publicada uma entrevista com o produtor e diretor George Lucas. A respeito do seu novo filme, Guerra nas Estrelas: Episódio I – A Ameaça Fantasma, Lucas ressalta que noventa e cinco porcento do “filme” foram criados digitalmente. Isto significa que o filme foi praticamente produzido via computador. De fato, muitos dos “atores”, tais como “Jar Jar”, “Watto” ou os vendedores de sucata do planeta “Tattoine”, são nada mais do que imagens geradas através dos computadores.

O desenvolvimento na área de realidade virtual e tecnologia digital cria mundos e personagens imaginários bastante próximos da realidade, mas o uso desta tecnologia não é uma tarefa fácil. Por exemplo, para a realização do percurso do Homem-Aranha nas “Ilhas da Aventura”, da Universal, foram necessários setenta computadores interligados em rede, que coordenavam e integravam cada elemento do percurso em um espaço de tempo de cinco milissegundos.

Sem nenhum sensacionalismo, acreditamos que tal tecnologia irá impactar e transformar o mundo no futuro. O uso dessa tecnologia terá um impacto no planeta maior do que qualquer outra coisa desde que Jesus andou sobre a terra há dois mil anos atrás.

Essa tecnologia poderá mudar literalmente tudo. Imagine-se usando óculos mágicos que lhe permitam tornar-se parte de qualquer cena que você quiser. Você pode estar andando em uma praia do Caribe ou escalando o Monte Everest. Isso é a realidade virtual.

Você pode imaginar-se estando prestes a cobrar o último pênalti da final da Copa do Mundo de futebol; pode ser o presidente dos Estados Unidos; ou você pode ser um jardineiro cuidando dos jardins virtuais mais lindos do mundo.

A realidade virtual cria ambientes gerados por computador que parecem tão verdadeiros para nós quanto o mundo real; mesmo os sentidos, a visão, a audição, o tato, o paladar e até o olfato se confundem com a realidade virtual.

Leia também!  CATOLICISMO: A opinião dos padres casados sobre o celibato

Essa tecnologia também nos revela uma nova perspectiva no que diz respeito à profecia bíblica. Ao lermos o que as pessoas escreviam sobre as profecias bíblicas nos séculos passados, ficamos surpresos vendo como percebiam claramente o que iríamos presenciar na geração final. Este fato não somente atesta o que foi escrito anteriormente, mas é um testemunho da precisão da Bíblia ao descrever os dias atuais.

Todavia, muitas coisas eram obscuras e ocultas para estes homens de Deus. Não que elas estivessem sendo mantidas em segredo, mas eles não podiam antever os desenvolvimentos atuais nas áreas das comunicações globais, da televisão, dos computadores, ou a realidade virtual.

Agora que podemos contextualizar estas profecias à luz da tecnologia atual, vemos também que tal tecnologia poderia ter, por exemplo, participação decisiva nas profecias concernentes à imagem da besta.

Fornecendo um banquete de deleites para os cinco sentidos, em um mundo virtual sem reais conseqüências, a tecnologia da realidade virtual poderá intensificar o engano e a imoralidade que permeará o mundo depois que a influência restringente do Espírito Santo e da Igreja tenha sido retirada após o arrebatamento. Isto poderá acentuar a aparência de unidade prometida pelo anticristo durante o período da Tribulação, no qual todos estarão conectados simultaneamente em um único mundo virtual.

Naturalmente, a investigação de tais possibilidades proféticas não anula os poderes sobrenaturais que serão desencadeados no reinado do anticristo e de seu parceiro, o falso profeta. Contudo, acreditamos que a realidade virtual e a tecnologia digital terão participação decisiva no engano e no mal que um dia sobrevirão ao mundo. (Peter e Patti Lalonde )

Publicado anteriormente na revista Chamada da Meia-Noite, agosto de 1999.
www.padom.com

Leia também!  Macedo pede ofertas pela internet

Deixe sua opinião