Antes do início do amistoso de futebol entre as seleções da Turquia e Grécia em Istambul, os fãs turcos desprezaram o minuto de silêncio dedicado às vítimas dos atendados em Paris que aconteceram na sexta-feira passada (13).

Segundo escreve o jornal The Daily Mail, quando ambos os times estavam em formação no centro do campo para uma cerimônia de luto e foi anunciado um minuto de silêncio, os torcedores turcos começaram a vaiar e gritar “Allahu Akbar!” (Alá é grande, em árabe).

No jogo estavam presentes os primeiros-ministros dos ambos os países – Alexis Tsipras (Grécia) e Ahmed Davutoglu (Turquia).

Depois do jogo, o técnico turco Fatih Terim censurou a ações dos fãs:

“Os torcedores deviam se ter comportado de outra maneira. Hoje é um dia de boa vizinhança, mas eles mostraram o contrário”.

O jogo terminou em empate a 0-0. Foram vendidos 17 mil ingressos.

Entretanto em um outro jogo, os espetadores mostraram uma atitude absolutamente diferente – a de solidariedade. Foi no amistoso Inglaterra — França (2:0), onde os torcedores ingleses cantaram o hino nacional francês “A Marselhesa”.

Uma série de atentados com tiroteios e tomada de reféns teve lugar em Paris na sexta-feira, 13 de novembro. Entre os locais afetados estavam várias ruas da capital, o teatro Bataclan, perto do centro, e o estádio Stade de France, ao norte da cidade. Segundo os últimos dados os atentados levaram as vidas de 129 pessoas, mais de 300 foram feridas. É já o pior atentado da história francesa.

Deixe sua opinião