sarah-obamaUma igreja protestante tentou converter ao cristianismo a avô queniana e muçulmana do presidente americano Barack Obama, Sarah Obama, contra a sua vontade, denunciou hoje (segunda-feira), em Nairobi, um representante da comunidade muçulmana no Quénia.
A igreja adventista do sétimo dia em Kisumu (oeste), convidou Sarah Obama, a um culto sábado, onde deveria ser baptizada, indicou a fonte.

“Deploro a tentativa, pela religião cristã, de a converter à força”, declarou Sheikh Mohamed Khalifa, membro do Conselho de imams e dos predicadores do Quénia.
Said Obama, o meio irmão do presidente americano, precisou que os pastores da igreja tinham obrigado Sarah Obama em se tornar cristã.
“Mama (Sarah), nasceu muçulmana e espera morrer muçulmana.A questão da sua conversão não se coloca “, afirmou Said a AFP.
Sarah Obama, ascendeu à notariedade em 2006, no decorrer de uma visitado seu filho mais novo ao Quénia, mas concretamente à localidade de Kogelo, que se tornou numa atracção turística após a vitória de Obama nas presidenciais americanas de Novembro 2008.
O governo queniano classificou no passado mês de Março, aquela localidade como património nacional.
Sarah Obama, é a terceira esposa do avô de Barack Obama.Nenhum laço biológico os une, mas o presidente americano considero-a como sua avô paterna.

Angola Press/NC

Deixe sua opinião

Leia também!  Bebê que fumava 40 cigarros por dia larga o vício