Charles Krauthammer, ganhador do Prêmio Pulitzer, autor e comentarista conservador, morreu. Ele tinha 68 anos.

Sua morte ocorreu depois que ele escreveu uma carta a colegas e amigos em 8 de junho que dizia: “Eu tenho estado incomumente silencioso nos últimos dez meses. Eu pensava que o silêncio logo estaria chegando ao fim, mas tenho medo de dizer agora que o destino decidiu um rumo diferente para mim …”

“Exames recentes revelaram que o câncer retornou. Não havia sinal disso há um mês, o que significa que ele é agressivo e se espalha rapidamente. Meus médicos me dizem que sua melhor estimativa é que eu tenho apenas algumas semanas de vida. Este é o veredicto final. Minha luta acabou “, afirma Krauthammer.

Charles Krauthammer foi um célebre analista político, colunista vencedor do Prêmio Pulitzer e autor. Mas não começou assim.

Um acidente de mergulho na faculdade de medicina deixou Krauthammer paralisado do pescoço para baixo.

Depois da faculdade de medicina, uma oportunidade única na vida o levou a Washington. Ele aceitou um emprego no governo Carter, tornando-se redator de discursos para o vice-presidente Mondale.

Ele usaria essas mesmas habilidades como colunista do Washington Post e comentarista da Fox News. Em pouco tempo, Krauthammer se tornou um nome familiar.

Os fãs dizem que ele trouxe civilidade, brilho e humor para o hemisfério político.

Em agosto de 2017, Krauthammer foi tratado por uma forma de câncer que o tirou do ar. Menos de um ano depois, ele escreveu uma carta aos seus colegas do Washington Post e aos telespectadores, anunciando que o câncer havia retornado.

Acredito que a busca da verdade e de ideias corretas por meio de debates honestos e argumentos rigorosos é uma tarefa nobre. grato por ter desempenhado um pequeno papel nas conversações que ajudaram a guiar o destino desta nação extraordinária“, disse ele em sua carta de despedida.

Deixe sua opinião