Na manhã desta sexta-feira, 20, a Polícia Federal fez buscas na residência do cantor Sérgio Reis e na residência do deputado federal Otoni de Paula, a mando do ditador,  ministro Alexandre de Moraes.

Segundo informações, Moraes emitiu as ordens para a PF, logo após a solicitação da Procuradoria-Geral da República, com o objetivo de apurar o eventual cometimento do crime de incitar a população, através das redes sociais, a praticar atos violentos e ameaçadores contra a Democracia, o Estado de Direito e suas Instituições, bem como contra os membros dos Poderes’.

Os dois não são os únicos da mira de Moraes e PGR, foram também emitidos 29 mandados de busca e apreensão cumpridos pela PF no Distrito Federal (1), e nos Estados de Santa Catarina (6), São Paulo (2), Rio de Janeiro (1), Mato Grosso (1), Ceará (1) e Paraná (1).

Pode-se perceber, que nos últimos dias, Alexandre de Moraes e a PGR, têm usado o seu poder para perseguir e prender pessoas que defendem a gestão do Presidente Jair Bolsonaro, com o objetivo de calar o poder de voz a favor do governo.

Em resumo, Otoni de Paula, Sérgio Reis, Silas Malafaia entre outros podem ser presos, sob a desculpa de incitar a violência.

No entanto, pode-se ver tantas violências praticadas pela oposição, entre elas, ‘quem mandou matar Bolsonaro’, continuam sem ter a justiça feita.

Deixe sua opinião

Leia também!  Fábio Porchat, tem mais medo de Bolsonaro ser reeleito do que perder a própria vida