SENHOR, O QUE PENSAS DE MIM? – Pr. André Lepre

1
157

 

 

 

 

 

 

 

(Filipenses 4:8) – Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.

Uma das maiores riquezas que Deus deu ao homem é a capacidade de pensar. Essa capacidade nos posiciona dentro de nossa existência. Certa vez o filósofo francês Renê Descartes escreveu: “Penso, logo existo!”

Essa capacidade Deus não deu a nenhum outro ser vivo na cadeia da criação. Existem seres vivos muito mais fortes do que o homem, mais ágeis, velozes, mas a capacidade de pensar é o grande diferencial do homem e que faz com que o homem exerça o domínio sobre todos os outros seres na face da terra, algo que Deus ordenou em Gn. 1:26 E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.

Muitas vezes o homem passa por algumas dificuldades para alcançar certos objetivos na trajetória de sua vida mesmo tendo essa rica e mui preciosa capacidade. Por quê?

Entendo por uma inspiração divina que a raiz desse problema não está na capacidade de pensar, mas justamente no que o homem pensa.

Na carta aos Filipenses 4:8, o apóstolo Paulo nos dá uma dica acerca do que nós devemos pensar:

“…tudo que é verdadeiro…”

“…tudo o que é honesto…”

“…tudo o que é justo…”

“…tudo que é puro…”

“…tudo que é amável…”

“…de boa fama…”

O problema encontra-se exatamente aí. Esse é o grande problema.  Nos deparamos muitas vezes com pessoas que só pensam o que não presta, que não tem valor algum, que de nada se aproveita.

Pessoas que pensam mal da igreja, do pastor, dos obreiros, do irmão, da esposa, do marido, dos filhos, da família, do patrão, e outros até mesmo de Deus.

Pessoas que só pensam maldade dos outros. Que fazem pre-julgamentos ou até mesmo que julgam diretamente o seu semelhante. Pessoas que por verem seus interesses contrariados ou opiniões confrontadas só têm pensamento de guerra e não de paz.

Pessoas que só pensam em criticar, mas suas críticas não vêm acompanhadas de uma solução. Só sabem reclamar, exigir, acusar, mas não pensam em “meter a mão na massa” para ajudar, que não se colocam disponíveis para colaborar. Que não perguntam: “Hei, posso lhe ajudar em alguma coisa?”

É tempo de despertar para uma reavaliação do que cada um tem pensado e o que se deve pensar.

Que possamos despertar para pensar como o apóstolo Paulo disse em Fp. 4:8 e assim, certamente realizaremos grandes obras para Deus e alcançaremos nossos objetivos em Deus.

Deus também tem pensamentos a teu respeito, você sabia?

(Jeremias 29:11) – Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais.

Se hoje você perguntasse para Deus:

“Senhor, o que pensas de mim?”

O que você acha que Deus responderia para você?

Pense nisso!

Nele, por Ele, para Ele.

Pr. André Lepre

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui