O Conselho dos Pastores Evangélicos do Rio Grande realiza desde a manhã de ontem, 20, o Seminário sobre Drogadição. O evento, que reúne pastores, membros de igrejas de várias denominações, autoridades municipais e comunidade em geral, acontece no salão de eventos da Câmara de Eventos até o meio-dia desta quarta-feira, 21. De acordo com o presidente do conselho, pastor Ismael Fonseca, a iniciativa visa a capacitar os participantes para o trabalho de prevenção ao uso de drogas no Município e de apoio às famílias de dependentes químicos. Ele conta que uma vez por mês o Conselho de Pastores realiza uma reunião com o prefeito municipal Fábio Branco. “Em um desses encontros, o prefeito pediu a nossa ajuda frente ao problema da droga no Município. E nós decidimos atuar na área de prevenção através de palestras nas escolas e com as famílias”.
O seminário é ministrado pela equipe de trabalho do centro de recuperação para dependentes de droga “Desafio Jovem”, desenvolvido em Três Coroas, na região metropolitana de Porto Alegre. Na ocasião, eles apresentaram dados do trabalho realizado e também as ações desenvolvidas. Entre as explanações, um dos coordenadores do projeto, Rodrigo Silva Vasconcellos, explicou que atualmente não há um tratamento específico para os usuários de drogas, mas sim estratégias para recuperação dessas pessoas. Ele afirmou ainda que o trabalho deve iniciar pela prevenção ao consumo de álcool e cigarro, já que essas substâncias abrem as portas para outros vícios.
O grupo apresentou também um dos programas de recuperação, o “Café Convívio”, que consiste em um grupo semanal que desenvolve o trabalho de atendimento aos usuários de drogas e apoio às famílias. “Nossa intenção é de desenvolver essa proposta em Rio Grande. Formar grupos de trabalhos em várias comunidades que atuem no tratamento do dependente e junto às famílias”, informou o pastor Ismael. “Muitas vezes as famílias são desestruturadas, então de pouco adianta recuperar o usuário se ele voltar para um ambiente que o faça retornar ao vício. Por isso, a importância do apoio aos familiares”, completou.

Desafio Jovem
O Desafio Jovem teve início em Nova Iorque, em 1958, pelo pastor David Wilkerson, visando à recuperação de dependentes de drogas e sua reinserção social. Atualmente a proposta esta presente em 77 países.
Há 20 anos, em Três Coroas, a comunidade terapêutica evangélica já atendeu mais de 15 mil pessoas, e hoje possui 160 pacientes, sendo mais de 90% viciados em crack.

Jornal Agora / Padom

Deixe sua opinião