Seguidores de seita que diz que Jesus reencarnou em mulher são presos

0
284

Noticias gospel Quatorze membros da Igreja de Deus Todo-Poderoso, uma seita que acredita que Jesus Cristo se reencarnou recentemente em uma mulher na China, foram condenados neste fim de semana em dois julgamentos realizados contra esse culto que é perseguido pelas autoridades comunistas, informou a agência oficial de notícias Xinhua.

Em um dos processos realizado em um tribunal na cidade de Zigui (provincial central de Hubei), decretou entre 18 meses e três anos de prisão para nove seguidores da seita, presos em julho do ano passado.

noticias-gospel-presos-seitasOutros cincos já haviam recebido no dia anterior a sentença de dois e três anos de prisão em outro julgamento realizado no nordeste da China em Liaoning.

A Igreja de Deus Todo-Poderoso, também conhecida na China sob o nome de “Raio Oriental” é uma seita milenarista fundada na década de noventa por Zhao Weishan que crê que Jesus Cristo retornou a Terra tomando a forma de uma mulher chinesa chamada Yang Xiangbin, com paradeiro desconhecido.

O grupo, com centenas de seguidores nos Estados Unidos, China e países do Sudeste Asiático, faz parte da lista das seitas consideradas perigosas e perseguida por Pequim, especialmente desde o ano passado, quando supostos seguidores da seita mataram uma mulher em um restaurante e que o incidente foi gravado por câmeras de segurança.

Dois dos agressores foram condenados à morte em outubro passado.

Catorze organizações religiosas são consideradas “cultos ilegais” na China, país que por outro lado, é acusado por organizações internacionais para reprimir a liberdade religiosa das comunidades cristãs, muçulmanas ou budistas.

Portal Padom

Deixe sua opinião