Noticias Gospel Cinema & Cultura Roqueiro satânico aceita a Jesus e é batizado no Rio Jordão (video)

Roqueiro satânico aceita a Jesus e é batizado no Rio Jordão (video)

“Era uma estrela do rock, mas estava morto por dentro”. Assim se resume Brian Welch, o que foi a sua vida deste 1993, ano em que formou juntamente com alguns amigos, a premiada e aclamada banda de nu-metal Korn , que vendeu 60 milhões de discos em todo o mundo.

Welch, era o guitarrista e um dos membros fundadores da banda. Sua historia se repete na forma de muitos outros músicos que levaram as suas vidas ao limite.

Criado em um lar cristão, teve uma infância tranquila, mas sua timidez lhe causou muitos problemas na adolescência e juventude. No mundo da música, sua banda lhe tornou um refugio seguro diante a rejeição e a marginalização.

A tristeza e a pressão da fama levou o músico ao submundo das drogas, como a cocaína, speed, cristal, metanfetaminas, álcool e pílulas para dormir. “Era como viver no inferno… Eu só queria dormir e nunca mais acordar. Eu queria morrer”, diz Welch.

O guitarrista havia construído sua vida apoiada em ídolos de barro: “Eu adorava a fama, o dinheiro, o sucesso, eu adorava essas coisas da qual pensava em que a vida consistia”. A dependência das drogas foi tornando-se cada vez mais forte, a ponto de chegar a consumir em frente de sua própria filha. Welch afirmou que chegou fundo, numa profundidade que mais poderia ter imaginado. Até então estava considerando a ideia de deixar a banda para poder sair do abismo, mas não se atrevia da dar esse passo.

Em sua busca, um amigo preocupado com seu estado, lhe enviou um email com um versículo da Bíblia, Mateus 11:28Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregado que eu vos aliviarei”. Poucos semanas depois, o amigo o convidou para uma igreja evangélica. Welch afirma que ali mesmo, aceitou a Cristo em sua vida. “Eu senti que me dizia ‘não te condeno’ e senti seu grande amor”. No dia seguinte ele jogou fora todas as drogas que encontrou em sua casa e disse a sua filha que estaria com ela para sempre.

Brian entrou em uma comunidade cristã apresentada pelo seu amigo e com eles fez uma viagem muito especial, uma peregrinação a Terra Santa. Lá o membro da antiga banda satânica, recebeu o batismo no rio Jordão. No momento em que lhe colocaram o manto branco, antes do batismo, ele começou a chorar como uma criança pedindo perdão a Deus, mas depois de seu batismo por imersão, imediatamente se sentiu em paz.

“Deus entrou em meu coração e me deu um dom de entender que tudo foi feito por Ele e para Ele”, repete Welch em cada entrevista que concede.

Portal Padom
Traduzido e adaptado de Acontecer Cristiano

Deixe sua opinião