O editor da revista ‘Charlie Hebdo’, conhecido apenas como Charb, apresenta aos jornalistas a edição que contem várias caricaturas do profeta Maomé
O editor da revista ‘Charlie Hebdo’, conhecido apenas como Charb, apresenta aos jornalistas a edição que contem várias caricaturas do profeta Maomé

PARIS – A revista semanal satírica “Charlie Hebdo” publicou mais uma vez charges do profeta Maomé, em uma decisão criticada por autoridades francesas, que enviaram a polícia para proteger os escritórios do semanário. Temendo uma onda de reações violentas no exterior, o governo mandou reforçar a segurança de sedes diplomáticas e fechará embaixadas, escolas e consulados franceses em ao menos 20 na próxima sexta-feira – dia de orações no mundo árabe.

 

Deixe sua opinião