Relatos de espancamentos para expulsar ‘espíritos malignos’ das crianças crescem

O número de incidentes com crianças que sofreram espancamentos e danos em resposta a supostas posses demoníacas aumentou 12% e a maioria dessas vitimas tem alguma deficiência de saúde mental

0
92

O número de incidentes com crianças que sofreram espancamentos e danos em resposta a supostas posses demoníacas aumentou 12% no Reino Unido no ano passado.

Assistentes sociais registraram 1.630 alegações de abuso infantil vinculado à fé ou crença (CALFB), em comparação com 1.460 no ano anterior, revelam os dados do Departamento de Educação.

Justin Humphreys da The Christian Child Safeguarding Charity ThirtyOne:Eight , disse ao Primer que esses números é apenas a ‘ponta do iceberg’

Ele disse: “Provavelmente haverá uma quantidade significativa de surpresa, porque esta é uma área sobre a qual ainda precisamos saber mais.”

Casos também podem incluir falsas acusações de crianças serem bruxas ou forçá-las a sofrer exorcismos.

Justin Humphreys continuou: “O que nós, infelizmente, descobrimos é que as crianças com deficiências e as crianças com dificuldades de saúde mental tendem a se destacar nesses números”.

De acordo com o National FGM Centre – um grupo que lida com práticas culturais prejudiciais – o abuso infantil ligado à fé ou crença pode até incluir o assassinato de crianças na esperança de que sua morte traga benefícios sobrenaturais.

Justin Humphreys disse que o CALFB pode afetar pessoas de várias religiões e nenhuma – acrescentando que as igrejas devem ajudar a expor o problema.

Ele dá esse conselho para as igrejas: “Não tente lidar com isso sozinho. Procure apoio, aconselhamento e orientação adequados – e não tenha medo de agir no interesse das crianças“.

Deixe sua opinião