Talvez você tenha se perguntado, que Deus é este que mata milhões de pessoas?

Certo dia mencionei sobre Deus a uma amiga, e previsivelmente, ela respondeu que não acreditava em Deus. Não é mais incomum e, como minha própria experiência questionou a verdade de Deus, eu pude entender de onde ela veio.

Além disso, previsivelmente, ela usou o argumento, “que tipo de Deus mata milhões do seu povo porque Ele estava com raiva… como Ele fez com Noé e o dilúvio“.

Eu admito que fiquei exasperado. Pessoas (inclusive eu no passado) sempre tomam uma parte da Bíblia como uma resposta para tudo. Você não pode fazer isso – não funciona.

Limpeza de pecadores

A ideia de que Deus mataria milhões de pessoas, ou autorizasse o assassinato de não-crentes, é difícil de compreender para cristãos e ateus. Nossa bússola moral diz que matar é errado. E nós punimos as pessoas o tempo todo por assassinato.

Então, o que torna a decisão de Deus diferente? Apesar do fato de não entendermos seus caminhos (ver Isaías, capítulo 55, versículo 9), Deus permite esse tipo de ‘matança’ por causa do imenso pecado e do mal das pessoas envolvidas.

Gênesis, capítulo 6, versículos 5 a 7 fala da dor de Deus que todo coração se tornou mau. Se mudarmos essa ideia para o mundo atual, é um pouco como quando as pessoas são acusadas de crimes relacionados ao seu comportamento maligno.

Nós vemos todos os dias as notícias sobre outro assassinato. Eventualmente, eles são capturados e presos, ou em alguns países, executados. Por que essa execução é aceitável (em geral), mas a execução de Deus não é? Deus não está julgando assim como permitimos que nossos juízes humanos o façam?

Nós vemos de novo e de novo a maldade dos humanos em toda a Bíblia. E vemos de novo e de novo a ira e o castigo de Deus. E é algo que esperamos. Se alguém matasse outra pessoa e ela fosse solta e não fosse acusada ou punida, ficaríamos com raiva.

Um novo caminho

Depois que Deus cobriu o mundo no grande dilúvio que vemos na história de Noé, Ele fez um pacto com Noé que nunca mais cometeria tal ato. Embora a inclinação dos seres humanos seja má desde a infância (Gênesis, capítulo 8, versículos 20-22), Ele não os executaria.

Isto é porque Ele fez errado? Isso é porque as pessoas não merecem sua ira? A resposta é não. É porque Deus sabia que o caminho para o Seu povo seria através de Jesus.

Esse pacto significa que podemos fazer coisas más e não sermos julgados com severidade? Mais uma vez, a resposta é não. Ainda temos juízes terrenos, designados por Deus (ver Romanos, capítulo 13, versículo 1; Hebreus, capítulo 13, versículo 17). Ainda podemos ser executados por tais atos malignos.

Então, quando alguém lhe disser que não pode acreditar em Deus porque ele é um ‘assassino’, pergunte a eles como punimos os assassinos hoje. Pergunte-lhes como é diferente. E então esteja preparado para compartilhar as Boas Novas com eles.

Que Deus te abençoe e te guarde,

por:  Emma

Traduzido e adaptado por: Pb. Thiago Dearo
Portal Padom

Deixe sua opinião