Obra de arte, que viralizou em todo o mundo onde mostra Jesus com um viciado em heroína.

A pintura intitulada “Calvary”, e é uma representação dramática do que parece ser um viciado em heroína injetando em Jesus a droga. O viciado usa uma seringa para enfiar uma agulha no que parece ser o braço de Jesus, que está de pé atrás dele com uma expressão de agonia. 

A pintura, uma obra do artista cristão Stephen Sawyer, está se tornando viral.

“Nomear uma pintura tem muito valor – tentar criar um nome que honre a história que você está tentando contar“, disse Sawyer à CBN News . “E o Calvário … é uma dor à qual nos associamos não apenas com grande tristeza, mas com grande vitória“.

“Sabemos que Jesus disse: ‘O Reino de Deus está dentro de você’, o que significa que o templo não é uma fachada para a qual você caminha; o templo é o corpo humano”, ele prosseguiu. “Se permitirmos  podemos criar um magnífico lar para a Presença de Deus em nossas vidas.”

“E assim, na pintura, o que você vê à primeira vista – algumas pessoas vêem o viciado se drogando; algumas pessoas vêem o viciado injetando no braço de Jesus“, continuou Sawyer. “Mas a verdade é que eu estava tentando demonstrar o fato de que Deus vive dentro de nós, e esses dois braços são o mesmo braço.

“E se você olhar para isso, verá que é o braço de Jesus e também o braço do viciado”, disse ele.

Sawyer continuou dizendo que com todas as impressões da pintura, ele escolheu usar a Escritura, “Quando você tiver feito isso ao menor destes, você fez isso a mim.

“Porque normalmente tomamos essa Escritura como significando: ‘Quando eu estava com sede, você me dava água. Quando eu precisava de roupas, você me vestia. Quando eu estava com fome, você me alimentava'”, ele elaborou. “Mas esse tipo de verdade é universalmente esférico”.

“Não importa de que maneira você olhe, isso significa a verdade, o que significa que quando você se machuca, você também machuca a Deus“, continuou Sawyer.

“De certa forma, quando as pessoas abusam de seus corpos … então, quando abusamos dessa parte preciosa, e o templo está contaminado, para mim não foi um longo período apenas para pensar que é como uma outra crucificação porque estamos sofrendo a presença de Deus em nossa vida”, explicou.

E pareceu uma coisa natural nomear minha pintura, ‘Calvário’“, disse Sawyer.

O artista compartilhou com a CBN News que o modelo para o viciado na pintura é um ex-usuário que agora está limpo e servindo e ajudando outros que foram “danificados” pelas drogas.

Paula Berry Butler compartilhou a pintura no Facebook. Em seu post, ela escreve que viu a obra de arte na vitrine de uma loja em Gatlinburg, Tennessee, uma cidade turística no coração das Great Smoky Mountains. Sawyer é dono da loja, que é chamada de “Art for God”

Fiquei chocada, mas isso me deu arrepios“, escreveu Butler. “Meu amigo Garry eu pensamos que deveria ser pendurado em cada centro de reabilitação, prisão e hospital .

Butler se aventurou na loja e disse que uma jovem funcionária iniciou uma conversa com ela. Ela escreveu que a mulher disse que ela era uma viciada em recuperação e estava grata pelo trabalho.

“Perguntamos se a família dela a apoia agora… ela disse que não, são todos viciados”, continuou Butler. “Ela encontrou sua irmã de 23 anos morta em um banco do parque, com a agulha ainda no braço.”

“Eu disse a ela que sentia muito e mencionei que havia perdido minha filha quando ela tinha 29 anos”, escreveu Butler. “Neste momento estava com lágrimas nos meus olhos e ela também. Ela vem e me dá o maior abraço.”

“Ela perguntou se eu notei que há apenas três braços na pintura e eu disse sim”, continuou o post. “Ela disse que neste momento o viciado não está sentindo nenhuma dor, mas dói em Jesus quando nos machucamos.

Sawyer disse que acredita que Deus o chamou para pintar a pintura.

Nós até temos testemunhos de pessoas em penitenciarias e prisões … a pintura, Deus usou isso como um catalisador… permanentemente“, compartilhou o artista.

Sawyer disse à CBN News que a pintura se tornou viral algumas vezes e acredita que milhões já a viram.

“Já passou pelo mundo desde 2006 várias vezes”, disse ele.

Deixe sua opinião