JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

mulher-pensado-pudesse-fazendo“Se você tivesse oportunidade de fazer aquilo que desejasse, e dinheiro não fosse problema, você estaria fazendo exatamente o que faz hoje?”

Quando anos atrás, um grande amigo me fez esta pergunta, me pegou de surpresa. Após uma pausa, admiti que não: não estaria fazendo o mesmo trabalho, mas algo diferente. Aquela conversa deu início a um processo que resultou em mudança radical da minha carreira e abriu portas de oportunidades que jamais imaginara.

Por isso, achei interessante ao ler um post em um blog que um amigo me recomendou. O blogueiro Seth Godin, consultor de marketing, empresário e palestrante, mencionou a importância de fazermos uso sábio e recompensador do nosso tempo, talentos e energia, fazendo eco aos meus pensamentos de anos atrás, diante daquela importante pergunta. Godin escreveu:

“Todos os dias você investe um pouco de si em seu trabalho e uma das grandes escolhas disponíveis é onde você fará esse investimento. O projeto no qual você está trabalhando ou o líder a quem se reporta, valem seu investimento? Investir no lugar errado, por uma semana ou um mês, não vai matar você. Mas passar 10 anos fazendo algo para o qual você não se importa, ou trabalhando com alguém que não se importa com você, você pode fazer melhor.”

No mercado de trabalho de hoje, incerto e limitado, mudar de emprego não é algo para se fazer descuidadamente. O adágio, “Um pássaro na mão é melhor que dois voando”, se aplica para decisões profissionais importantes. Faz sentido encontrar o próximo emprego antes de deixar o atual.

Entretanto, como Godin ressaltou, isso não justifica desperdiçar porções significativas da nossa vida profissional, desempenhando funções e responsabilidades sem sentido, ou que não sejam recompensadores.

Na organização em que trabalho falamos com homens de negócios e líderes profissionais sobre “perseguirem suas paixões” no contexto de seu trabalho ou fora dele. Quando temos oportunidade de realizar um trabalho, ou nos envolvermos em atividades pelas quais temos paixão e que nos proporcionam realização pessoal, encontramos alegria, somos mais produtivos e apreciamos mais a vida.

Ao contrário da noção popular, trabalho não é um “mal necessário”. Deus estabeleceu o trabalho e designou o homem como cuidador de Sua criação. A Bíblia descreve Deus como trabalhador. “No sétimo dia Deus já havia concluído a obra que realizara, e nesse dia descansou. Abençoou Deus o sétimo dia e o santificou, porque nele descansou de toda a obra que realizara na criação” (Gênesis 2.2-3). Como Deus, persiga sua paixão e depois descanse!

Trabalho não é fácil, mas se torna menos difícil e mais agradável com motivação correta. A Bíblia diz que devemos pedir a Deus: “Consolida, para nós, a obra de nossas mãos; consolida a obra de nossas mãos!” (Salmos 90.17). Em última instância, trabalho é ideia de Deus.

Sendo assim, o melhor é fazer aquilo que Ele requer de nós e fazer isso da Sua maneira.

por: Pr.Robert Tamasy

Creia em Cristo / Portal Padom

Deixe sua opinião

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗