Professora é demitida por deixar o catolicismo e tornar evangélica

0
186
Professora demitida por deixar o catolicismo e tornar-se evangélica

Noticias Gospel Uma professora de religião de um colégio publico de Menorca,na Espanha, foi demitida de seu trabalho por ter deixado o catolicismo e unir-se a igreja evangélica. A mulher havia sido contratada pelo Departamento de Educação, ao ser aprovada pelo bispado, que cada ano publica uma lista de pessoas idôneas e aptas para dar aulas de religião em várias escolas de Balears.

A mulher, que não teve seu nome divulgado, trabalhava a mais de 13 anos como professora de duas escolas primaria, o seu contrato era anual, e havia sido contratada quando ainda professava a fé católica, ou seja, desde o ano de 1996, obteve uma declaração de adequação, que lhe permitia dar aulas de religião.

Professora demitida por deixar o catolicismo e tornar-se evangélicaNo mês de outubro passado, ela teve uma reunião com o bispo de Menorca, monsenhor Salvador Giménez. Neste encontro, ela contou que tinha se batizado e congregava em uma igreja evangélica. No momento Salvador, se comprometeu que não iria fazer proselitismo a religião evangélica.

No entanto, sem nenhuma reclamação dos alunos, aos seus ensinamentos, derrepente a professora recebeu um email de um responsável pelo bispado. Neste email, anunciava o fim de sua relação com a diocese e também com o departamento de Educação, porque ela havia se juntado a igreja evangélica. Na carta, dizia que não duvidava de sua capacidade de trabalhar, mas recordava que a obrigação de ensinar as aulas de religião em um colégio publico pertence à igreja católica.

O próprio bispo de Menorca comunicou que a professora deveria ser demitida por não ser uma pessoa apropriada para ensinar religião. O departamento de Educação questionou a ordem do bispo porque a mudança de religião não havia afetado o seu trabalho profissional. Ao concluir o ano letivo, o contrato de trabalho que ela mantinha com a administração também foi cancelado.

Recentemente o bispado de Menorca, emitiu uma nova lista com os nomes dos candidatos que estão aptos para serem contratados para dar aula de religião nas escolas públicas.  Nesta nova lista, o nome da professora evangélica, não aparece. Na verdade ela foi substituída por outra professora que professa a fé católica.

Portal Padom

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui