Antônio Garrido, prefeito da cidade de Independencia no Chile, assumiu que ‘presenteia’, moradores do município com dinheiro.

Em um vídeo postado na internet, mostra pessoas fazendo fila em frente à prefeitura municipal pare receber dinheiro do ex-boxeador que é membro do partido conservador Renovação Nacional e está à frente da Prefeitura da cidade há 16 anos.

Há dois meses para as eleições municipais, no vídeo aparece o prefeito dando mil pesos (R$ 4,20), para cada pessoa. ‘Isto é uma iniciativa própria do prefeito, que a realiza há aproximadamente 16 anos, quase todas as sextas-feiras, em frente à Prefeitura, nunca dentro’, afirmou à Agência Efe um porta-voz da Prefeitura.

O porta-voz disse ainda que o prefeito só entrega dinheiro para pessoas, indígenas, bêbados ou doentes. Afirmou ainda que o dinheiro doado não é da prefeitura, mas particular de Garrido, que disse que ‘a maioria das pessoas que o recebe não tem carteira de identidade, portanto, não votam’.

Quem não se agradou em nada em ver as imagens, foi o candidato socialista a prefeitura de Independencia, Gonzalo Durán, que disse que recorrerá à Controladoria do Estado para denunciar o prefeito que esta concorrendo reeleição.

‘É muito degradante ver o prefeito brincando com a necessidade das pessoas, comprando voto na rua de maneira descarada e provocando um grande dano aos processos democráticos’, disparou Durán.

Em declarações a uma rádio, Garrido se defendeu dizendo que ‘É ridículo pensar que quero ganhar votos assim, com gente indigente, gente que é pobre, gente que tenho certeza que não vota. Eu faço porque está no meu coração ajudar o povo’.

Em 2005 Garrido, que é evangélico, ficou conhecido por dizer que não votaria em Michelle Bachelet, a então candidata a Presidência, por ela ser ‘filha do diabo’.

Portal Padom

Com informações G1

Deixe sua opinião