sociedade-biblica-egito-destruidaGrupos islâmicos queimaram completamente a livraria da Sociedade Bíblica na cidade de Assiut e Minya, as duas maiores cidades do Egito, após os distúrbios gerados nos últimos dias.

No entanto, de acordo com os relatos de Ramez Atallah, Secretario Geral da Sociedade Bíblica do Egito, nenhum funcionário ficou período, pois no dia estava fechada por temor dos ataques.

“Os assaltantes derrubaram as portas de metal que protegem as livrarias, quebraram as vitrines e atearam fogo. Fizeram o mesmo em muitas outras lojas na rua, assim como destruíram muitos carros que estavam nos estacionados”, disse através de um comunicado.

Até a última sexta-feira, cerca de 15 igrejas e 3 escolas cristãs foram atacadas e algumas incendiadas, informou a Sociedade Bíblica.

A organização pede orações a favor do Egito, para que o governo interino seja capaz de lidar com a situação sem que seja necessária a morte de mais pessoas. A sociedade Bíblica do Egito, ainda pede oração para que a Irmandade Muçulmana mude a sua atitude de uma maneira totalmente diferente da atual. Também pede orações pela proteção dos cristãos no país e que Deus implante no coração da comunidade cristã que esta sendo hostilizada, um sentimento de perdão e amor para com os seus agressores.

“A Sociedade Bíblia do Egito esta em operação durante 129 anos no país e esta é a primeira vez que temos sido vitimas deste tipo de ataques. Damos graças a Deus por sua proteção, e louvamos porque nenhuns de nossos funcionários ficaram feridos e estão determinados, assim que as coisas acalmarem, rapidamente restauraram as duas livrarias para continuar proporcionado a Palavra de Deus nessas duas cidades estratégicas”, disse Atallah.

Deixe sua opinião