Um enorme enxame de gafanhotos e baratas desceu sobre Meca, uma das cidades mais sagradas do Islã na Arábia Saudita, levando as autoridades locais a implantar equipes especializadas em saneamento para combater a peste.

Nós aproveitamos todos os esforços disponíveis para acelerar a erradicação dos insetos no interesse da segurança e conforto dos hóspedes para a casa de Deus“, disse um comunicado divulgado pela autoridade municipal de Meca.

A Grande Mesquita de Meca é a segunda maior mesquita do mundo e atrai milhões de muçulmanos a cada ano de todo o mundo.

De acordo com vários noticiários, cerca de 30.000 gafanhotos negros e as chamadas “baratas noturnas” invadiram o local religioso, sobrecarregando recentemente as equipes de limpeza e os peregrinos muçulmanos.

Autoridades da Mesquita disseram ter que implantar “22 equipes de 138 pessoas e 111 dispositivos” para combater as pragas, especificamente para “locais de reprodução e coleta“, como banheiros e esgotos.

Sauditas levaram para a mídia social mostrando os insetos voando em todas as direções e até enxameando as paredes e o chão da Grande Mesquita.

Enquanto as autoridades de Meca compartilhavam imagens no Twitter de equipes de limpeza, usando máscaras faciais, descontaminando o local sagrado.

Deixe sua opinião