Noticias gospel – A guerra na Síria já dura ao menos 5 anos e está  longe de se acabar. Quem poderia imaginar que em meio a essa onda de mortes entre forças do governo sírio e rebeldes, pudessem surgir um grupo que aterrorizaria o mundo.

flag-russia-usa2_kollajJustamente entre esses conflitos, surgiu o Estado Islâmico, organização terroristas que chocou o mundo com as mortes cruéis e frias diante das lentes das câmeras para poder exibir ao mundo.

Os EUA de um lado armou os rebeldes para tentar derrubar o governo do ditador sírio Bashar al-Assad, com o intuito de instituir na Síria um novo governo aliado a Casa Branca.

Anos se passaram e os rebeldes não conseguiram derrubar o governo, e o que aconteceu foi o país sírio mergulhar em sua mais terrível guerra civil da história.

As tensões no Oriente Médio cresceram e o Estado Islâmico com suas atrocidades foram ganhando mais militantes e fazendo suas vitimas fatais. Milhares de cristãos foram assassinados pelo EI e os Estados Unidos de maneira muito hipócrita e tímida, fingia para o mundo que lutava contra as forças terroristas do Estado Islâmico.

russianasiriaRecentemente a Rússia resolveu liderar ao lado de Israel e China uma frente de coalizão para destruir todo o aparato do Estado Islâmico e também os grupos de rebeldes que lutavam contra o governo sírio.

Em apenas uma semana de bombardeios, a Rússia do presidente Vladimir Putin, destruiu metade das bases do Estado Islâmico. Junto com esses bombardeios veio também veio a destruição das bases dos rebeldes sírios.

Os Estados Unidos acuados resolveu criticar duramente as forças russas pelos bombardeios, porém o presidente Putin, nem se importou com as vozes vinda de Washington e seguiu com sua força tarefa no Oriente Médio.

Para a surpresa da Organização das Nações Unidas (ONU) está semana os EUA fizeram um ataque no Oriente Médio e atingiu um hospital da Organização Médicos Sem Fronteiras, matando muitos civis inocentes inclusive profissionais da área e crianças.

O presidente Barack Obama pediu hoje (08) desculpas pelo ocorrido, mas uma coisa nos vem à memória. Quais os interesses dos EUA na guerra da Síria? Porque será que com toda sua inteligência e potencia bélica os EUA ainda não venceu o Estado Islâmico em 4 anos de guerra?

Se por um lado vemos as forças americanas negligentes e coniventes com os terroristas, por outro lado vemos a Rússia defendendo os cristãos e destruindo as bases terroristas do EI em uma semana.

Fiquem atentos a todas as movimentações que acontece na região do Oriente Médio porque ali será a grande e ultima batalha.

Orem pela paz em Israel e abençoem Jerusalém.

 

André Santos

Portal Padom

Deixe sua opinião