JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

A Polícia prendeu ontem um homem identificado como Leonardo Guilhermino da Silva, o “Léo”, de 19 anos, suspeito de matar José Maria, conhecido como “Paixão” e apontado inicialmente como responsável pelo homicídio do pastor Edmilson Melo de Lima. O pastor foi assassinado no domingo passado, no bairro de Felipe Camarão, ao reagir a um assalto. As investigações sobre o crime continuam.“Está havendo uma certa confusão. Algumas pessoas estão pensando que Leonardo é suspeito da morte do pastor, mas não é. Ele é suspeito da morte de José Maria, que foi considerado inicialmente um dos responsáveis pelo assalto e morte de Edmilson”, esclareceu a delegada Sheila Freitas, responsável pela investigação.
Durante todo o dia de ontem, a delegada ouviu cerca de dez testemunhas do assassinato do pastor e as investigações devem continuar hoje, quando serão ouvidos outros evangélicos que faziam parte do grupo. Ao todo, foram 23 vítimas do assalto em que Edmilson Melo foi morto. Três bandidos estariam envolvidos.
Sheila Freitas acrescentou que inicialmente as investigações vão se concentrar em desvendar a possível relação entre o crime e o tiroteio que aconteceu na mesma madrugada no Petiscão, clube em que Paixão foi morto. A prisão de Léo foi confirmada pela delegada. Léo é morador de Felipe Camarão e foi reconhecido por testemunhas como um dos autores dos disparos no clube Petiscão, duas horas depois do assalto ao grupo de evangélicos, em que estava o pastor. No clube, uma troca de tiros resultou na morte de José Maria e no ferimento de mais duas pessoas.

Entenda o caso

Tribuna do Norte / Padom

Deixe sua opinião

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗