Uma organização cristã com sede no Texas, realizou uma pesquisa através de um questionário online, que indicou que cerca de 1 em cada 4 cristãos, “não são muito cristãos” na forma como eles vivem suas vidas diárias.

O questionário da The Christianity Quiz,  criado por um organização não lucrativa Changing the Face of Christianity, Inc, inclui 10 perguntas de múltipla opção que avaliam como os participantes anônimos vivem sua fé.

Nos dados obtidos em janeiro de 2011 a outubro de 2012, inclui quase 8.500 respostas, que revelou que 71,6% dos entrevistados eram “bons cristãos”, ou “cristãos espiritualmente maduros”. Por outro lado, 24,8% se identificaram como “cristãos mundanos” e 3,6% foram identificados como “longes de Cristo”.

A organização define como um “cristão mundano”, alguém que vive da mesma maneira que seus companheiros não cristãos e que prestam pouca atenção ao que o cristianismo ensina.

R. Brad White, fundador da organização, disse que ficou surpreso com os resultados. “Temos feito esse trabalho por quase dois anos e temos comprovado os resultados em varias ocasiões. Esta atualização mais recente é o nosso primeiro olhar que acumula 22 meses de dados“, disse White.

“Estes cristãos mundanos ou pessoas que receberam uma classificação de muito longe de Cristo estão fazendo dano incrível a nossa fé. Eles são um obstáculo para as pessoas que estão considerando o cristianismo. “

White disse que sentiu que essas descobertas devem estimular as igrejas e congregações nos Estados Unidos para se “despertar e levar isso a sério.”

“As igrejas precisam ajudar os seguidores a se tornarem discípulos espiritualmente maduros em Jesus Cristo. Mas também quero dizer que a responsabilidade não é apenas das igrejas, pastores e líderes da igreja “, disse White.

“A responsabilidade é de cada cristão dentro da comunhão de uma comunidade eclesial de apoio. Muitas pessoas aceitam a Jesus Cristo como Salvador, mas não têm absolutamente nenhuma iniciativa e nenhum plano sobre como se tornar um verdadeiro discípulo de Jesus Cristo em suas vidas diárias “.

Portal Padom

Deixe sua opinião