Então o Senhor Deus fez o homem cair em profundo sono e, enquanto este dormia, tirou-lhe uma das costelas, fechando o lugar com carne. 
Com a costela que havia tirado do homem, o Senhor Deus fez uma mulher e a trouxe a ele.
Disse então o homem: “Esta, sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne! Ela será chamada mulher, porque do homem foi tirada”.
Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne.
O homem e sua mulher viviam nus, e não sentiam vergonha. –  Gênesis 2: 21 – 25

casado-casa dos pais-casamentoQuando ainda estava solteiro e morando na casa de meus pais, volta e meia meu pai dizia à minha mãe e a nós seus quatro filhos e uma filha. “Quando a nossa situação financeira melhorar, quero construir um edifício com seis andares com um apartamento para cada filho e é claro, eu e a sua mãe vamos morar na cobertura. Quero que a família continue junta por muito e muito tempo”.  Este sonho de meu pai nunca se realizou e eu creio que com permissão de Deus, pois a vontade Dele não era que a família ficasse junto daquela forma. Hoje nós filhos estamos casados, cada qual com suas famílias, separados até por regiões no Brasil e exterior. Meus pais estão vivos Graças ao bom Deus, tem a vida deles, nós os amamos, os respeitamos, os honramos e sempre que possível estamos juntos matando a saudade.

A Bíblia é bem clara quando diz: Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne… Existe um ditado popular que diz: “Quem casa quer casa”. Isto mesmo. É plano de Deus que os filhos deixem a casa paterna assim que se casam. O fato é que, por questões afetivas e por questões econômicas esta ordem de Deus não é obedecida e consequentemente o casal passa por situações muitas vezes, constrangedoras que não estavam em seus planos.

Quando uma criança acaba de nascer, faz parte do processo, que o cordão umbilical que o liga à sua mãe e que na realidade foi a sua base de sustento até então, seja cortado literalmente. Esta separação não implica que a criança ficará sem a sua mãe, porém se este procedimento biológico não acontecer fatalmente ela não poderá passar para uma nova faze em sua vida.

Talvez você esteja vivendo uma situação em que por algum motivo o seu lar na verdade é a casa de seus pais. O cordão ainda não foi cortado. A observação que fazemos é simples. Comece a preparar a sua mente, o coração e o bolso para uma nova etapa em suas vidas. Deixar a casa dos pais é fazer valer a Palavra de Deus em sua vida e obedecê-lo é a melhor opção que você tem para ser abençoado em família.

Todo casal tem a necessidade de ter o seu espaço. Como uma nova família suas diferenças serão tratadas no dia a dia sem a interferência dos pais. A mercê das emoções estarem entrelaçadas e os interesses de ambos os lados em jogo, o melhor ainda é o caminho da obediência à Palavra de Deus e estar na vontade de Deus é o lugar mais seguro na terra. Só temos a ganhar.

Pais, em hipótese nenhuma quero entristece-lo (a) caso você tenha filhos casados debaixo do seu teto. Sei também que é com muito amor é que esta situação perdura até hoje, porém o fato é que com certeza Deus através do Espírito Santo é quem irá convencê-lo (a) a liberar os seus filhos para viverem suas próprias experiências. E se Deus lhe deu uma prosperidade financeira você tem até a liberdade de ajuda-los a se desligarem mais facilmente.

É bom que se diga. Esta separação não implica no abandono dos pais e a desonra em relação aos mesmos. Trata-se somente de colocar as coisas em seus devidos lugares. Em aconselhamentos que fazemos a casais que estão vivendo em conflitos, este é um dos problemas que mais encontramos. Ele ou ela, em seus apegos em extremos à família de origem.

Amigo (a), receba esta palavra com muito carinho e amor. Ore ao Senhor e volte-se a Ele para obter respostas às suas inquietações da alma e do espirito. Quando existe obediência a Deus, Ele com certeza revela a sua vontade. Creia nisto. O Senhor é contigo…

Deus abençoe a sua vida em família…

Em Cristo Jesus,

por: Pr. Nélson Gouvêa

Portal Padom

Deixe sua opinião