imagem ilustrativa
imagem ilustrativa

Pergunta

Pastor gostaria de tirar uma dúvida:
A quase um ano, eu estava desempregada, numa certa segunda feira, estávamos eu e algumas irmãs num culto do círculo de oração.

Orei e pedi a Deus que me desse um emprego, na quarta feira, esse emprego apareceu, para a glória de Deus, o qual estou nele até hoje.

Com um pequeno detalhe, a marca do produto que represento, pois sou promotora de vendas, tem o nome de “Café Padre Vítor”.

Muitos crentes, da minha cidade, somente de uma determinada igreja, não compram meu produto e me criticam por eu estar vendendo aquele produto.

Deus tem me abençoado no meu trabalho, tenho obtido sucesso, sou dizimista e as vendas aumentaram e muito.

Gostaria que o pastor pudesse dar sua opinião sobre a reação desse pastor e seus membros me julgarem.

Obrigada, Deus abençoe!

C.V.

Pergunta enviada via email

Pastor André Lepre Responde

Querida C.V.,

Vejo sinceramente que este emprego foi uma grande porta que Deus abriu para você. Se os crentes não compram seu produto azar o deles porque vendido por você este café torna-se uma benção e o nome torna-se apenas um mero detalhe.

A religiosidade mata as pessoas por isso é que tem muito crente passando necessidade, pois deixa-se levar pela religiosidade e consequentemente não conseguem enxergar o mover de Deus em vossas vidas.

Já pensou nos milhares de funcionários que trabalham em cervejarias por exemplo. E os que trabalham na plantação de cana-de-açúcar, que serve para produzir o álcool que está em muitas bebidas. O que eles devem fazer? Pedir demissão e deixar suas famílias passarem necessidade?

Neste caso, o que faz a diferença não é o nome, mas a sua conduta.

Vá em frente e eu profetizo em nome de Jesus que você ainda será diretora desta empresa e quem sabe até mesmo mudar o nome dela.

Para Deus não há impossíveis e quando Deus quer abençoar alguém ninguém pode impedir.

Graça e Paz!

Pr. André Lepre

Envie você também a sua pergunta para o pastor André Lepre, clicando aqui

Portal Padom

Deixe sua opinião