Pedreiro teve casa destruída por deslizamento de barreira Foto: Tião Siqueira/JC Imagem
Pedreiro teve casa destruída por deslizamento de barreira Foto: Tião Siqueira/JC Imagem<

Na madrugada desta segunda-feira o pedreiro José Cláudio Batista, recebeu um milagre de Deus, quando clamou a Jesus Cristo para que lhe ajudasse a encontrar sua filha que estava soterrada devido a um deslizamento, que atingiu sua residência.

As fortes chuvas registradas neste fim de semana deixaram rastros de destruição para moradores da comunidade de Jardim Monteverde, no Ibura, Zona Sul do Recife. Por conta do acúmulo de água, uma barreira deslizou na madrugada desta segunda-feira (12) atingindo duas casas na localidade. O incidente deixou uma adolescente ferida e muitos prejuízos.

Em estado de desespero, o pedreiro José Cláudio Batista lamenta a destruição da residência. Ele vivia há 15 anos com a família em um imóvel localizado na 1ª Travessa da Chapada do Araripe, logo abaixo de uma barreira.

A filha de José, uma adolescente de 14 anos, foi a única que ficou ferida por causa do deslizamento. A adolescente foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro da Lagoa Encantada, com escoriações na cabeça e na perna. No momento do incidente, o sofrimento foi grande.

“Foi um momento de desespero. Quando ouvi o tremor, meu filho pediu ajuda, aí me levantei nas carreiras e quando vi não conseguia achar minha filha. Perguntei ‘cadê minha filha?’ e meu filho disse ‘não sei, tá aí soterrada’, e eu comecei a procurar ela, andei no barro, procurando minha filha, eu só pedia ‘cadê minha filha, eu quero minha filha, Jesus’. Eu só vi tijolo e muito barro, ela nem sequer respirava. Comecei a cavar com as minhas unhas, pedi ajuda ao vizinho, a gente cavou e encontrei o pé dela […] tirei o resto do barro, do tijolo e do concreto, aí consegui puxar minha filha”, revelou, emocionado.

Desempregado, o pedreiro busca agora alternativas de abrigo para ele e toda a família. “Agora, no momento, me sinto sem noção de nada. Não tenho onde morar, eu não tenho família aqui. Eu vou morar onde? Vou pra debaixo da ponte? A barreira deve soltar mais ainda, aqui é perigoso até pra vocês [equipe de reportagem] que estão aqui, porque pode cair a qualquer momento. Se chover mais um pouco, isso aqui vai descer”.

Apesar de outra casa também ter sido atingida pela barreira, os transtornos neste segundo imóvel foram mínimos e ninguém saiu ferido. Mesmo assim, quem mora no entorno fica com medo do que está por vir, caso uma nova onda de fortes tempestades seja registrada.

Não bastassem os problemas enfrentados pela população do local, que vive sob a constante ameaça de deslizamentos, muitos denunciam a falta de assistência aos moradores por parte da Prefeitura e da Defesa Civil do Recife (Codecir).

“Já tinha caído barreira aqui, faz dois anos. Mas a prefeitura nunca veio aqui nem pra colocar lona, a gente já chamou e nada”, afirmou José Batista.

Em nota, a Defesa Civil do Recife informou que foi acionada pela população e uma equipe foi enviada ao local para fazer o atendimento. Além disso, o órgão revelou que “a Autarquia de Urbanização do Recife (URB) tem investido em obras de contenção definitiva de encostas na comunidade de Jardim Monte Verde, no Ibura”. Questionada se estava realizando alguma ação de socorro aos afetados pelos desabamentos na área, a Codecir não se pronunciou.

Deixe sua opinião