JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

Um debate diferente que envolve música evangélica e é protagonizado entre “pastores” homossexuais e evangélico fundamentalista cantor foi pauta do debate polêmico no programa do Ratinho.

Com a participação dos Reverendos Márcio Retamero (RJ) e Cristiano Valério, da Igreja da Comunidade Metropolitana (SP) e do criador da música ” Adão e Ivo”, Emanuel Albertin, a pauta do programa é a letra de Adão e Ivo, considerada homofóbica. Na ocasião, os pastores (que são homossexuais assumidos) debateram com Emanuel de Albertin, o cantor (evangélico e heterossexual) que é processado pelo casal de pastores (gays) Marcos Gladstone e Fabio Inácio, da Igreja Cristã Contemporânea.

A música considerada homofóbica pelos reverendos tem a seguinte letra:

Quando o senhor criou o céu e a terra ele tambem criou o reino animal, de toda especie que existe nesse mundo para que fosse fecundo o senhor o casal, somente o homem era quem vivia sozinho sem amor e sem carinho sendo formado do pó, mas o senhor resolveu mudar o tom, dizendo assim não é bom que o homem viva só.
Do próprio homem ele tirou uma costela fez uma mulher tao bela e foi uma maravilha e ordenou Crescei e multiplicai e o homem tornou-se pai houve a primeira familia, mas o diabo o inimigo de Deus pra desfazer os planos seus, querendo manchar seu nome, desde o dia da cidade de sodoma, resolveu mudar a soma, casando homem com homem.
Refrao:
A cada dia Multiplica a Iniquidade sinceramente isso me deixa pensativo se Deus tivesse Feito Homem Pra casar Com outro Não seria ADAO E EVA, tinha Feito ADAO E IVO.

Confira o polêmico debate na íntegra:

Por Pollyanna Mattos
Fonte: www.guiame.com.br / Portal Padom

Deixe sua opinião