Pastores evangélicos gays se casam em cerimônia para 300, e dizem que as traduções biblicas que conhecemos foram deturpadas…

16
110

O casamento mais comentado no Rio não é de celebridade. Trinta casais de padrinhos, 11 pajens e damas e 300 convidados estarão reunidos nesta sexta-feira (20) para o primeiro casamento entre pastores evangélicos gays. Marcos Gladstone, de 33 anos, e Fábio Inácio, de 30, fundadores da Igreja Cristã Contemporânea (ICC), assinarão contrato de união homoafetiva, após três anos de namoro. “A festa vai ter tudo o que um casamento hetero tem: troca de alianças, bem-casados, pajens e daminhas”, conta Gladstone.Dos 30 casais de padrinhos, 29 são de uniões homoafetivas. Crianças adotadas por casais homossexuais serão pajens e daminhas. No bolo, os bonequinhos representam Gladstone e Inácio, com bíblias nas mãos. A festa será decorada nas cores vermelha e prata. Os noivos entrarão juntos, vestindo fraque cinza. Após a lua de mel, na Costa do Sauípe, o casal iniciará o processo para adotar uma criança. Eles são evangélicos desde crianças. Aos 18 anos, Inácio era pastor da Igreja Universal do Reino de Deus.
Os dois ficaram noivos de mulheres, por pressão de pastores e da família, e fizeram “correntes de libertação” para pedir a “cura” da homossexualidade. Após uma viagem, Gladstone assumiu sua sexualidade e criou, em 2006, uma igreja para acolher homossexuais. A ICC tem hoje 500 fiéis. “Propomos a releitura da Bíblia. Os escritos foram deturpados pelas traduções”, diz Gladstone.

Jornal Cruzeiro do Sul / Padom

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui