Pastor Yousef Nadarkhani, está novamente preso

0
162

Pr.-Nakatani-livre-da-morte-não-crê-na-trindadeChristian Solidarity Worldwide (CSW) foi informado de que o pastor iraniano Yousef Nadarkhani, no último dia 25/12, no dia de Natal, foi novamente tirado de sua esposa e filhos e enviado novamente para a prisão devido a alguns erros processuais em sua acusação de apostasia, que foi recentemente absolvido.

Em setembro, um tribunal absolveu Pastor Nadarkhani de apostasia, mas condenou a três anos por ter evangelizado muçulmanos. Como ele já tinha passado quase três anos na prisão de Rasht em Lakan, o pastor foi liberado após pagar fiança.

No entanto, fontes da CSW informaram que o Pastor Nadarkhani, foi preso novamente por ordem do diretor da prisão de Lakan, que afirmou que Nadarkhani havia sido solto alguns dias antes do prazo, devido a insistência de seu advogado Mohammed Ali Dadkhah. Sendo que o pastor foi posto novamente na cadeia para cumprir os 45 dias restantes de sua pena e concluir os documentos burocráticos que segundo o diretor não haviam sido completado durante sua libertação em setembro.

Em novembro, o Pastor Nadarkhani foi o convidado especial na Conferência Nacional CSW em Londres, onde agradeceu todos aqueles que oraram por ele durante sua prisão.

Clique aqui e veja as fotos do momento em que Nadarkhani foi posto em liberdade no dia 08/09/12

 

Um dos diretores da CSW, Mervyn Thomas, lamentou que o pastor tenha sido preso novamente: “Estamos decepcionados ao ouvir que o pastor Nadarkhani foi devolvido à prisão de uma maneira tão irregular. O momento é insensível e especialmente triste para sua esposa e filhos, que devem ter estado ansiosos para celebrar o Natal com ele, pela primeira vez em três anos. Esperamos que pastor Nadarkhani seja liberado sem demora, uma vez esta fase alegada foi totalmente cumprida. Nós também estamos pedindo orações para a segurança do pastor, e para sua família neste momento difícil”.

O ministério ACLJ, que acompanha de perto a história de Yousef, classificou sua prisão como um ‘movimento claramente malicioso’, por ter ocorrido principalmente no dia de Natal. “O Irã esta cada vez mais perseguindo os cristãos e qualquer um que esteja disposto a defendê-los”, publica o ACLJ.

ACLJ ainda alerta que a situação do Yousef piora, devido ao fato de que Dadkhah, que trabalhou na defesa do pastor e que foi fundamental em sua libertação, continua preso em uma das mais abusivas prisões do Irã, a prisão de Evin. Dadkhah está com sua saúde deteriorada devido as condições de sua prisão.

Portal Padom

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui