O pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, declarou nesta segunda-feira (1º) apoio a José Serra, candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo.

“Povo de São Paulo! Gostaria de me omitir nesta eleição, mas não podemos deixar que Haddad, autor do kit gay, vá para o 2º turno. Vote em Serra!”, escreveu o pastor, em seu Twitter.

Malafaia também divulgou um vídeo de 8 minutos em que declara o voto e defende o direito dos religiosos de declarar suas convicções políticas.

“Eu sou apoiar Serra porque eu sou, em primeira mão, contra Haddad”, disse o pastor, que disse não ser contra o PT.

“O senhor Haddad entregou na mão de ativistas gays para fazer um kit, que na verdade não é kit à intolerância, mas um kit para ensinar homossexualismo.”

De acordo com Malafaia, a eleição na cidade está sendo decidida agora, porque, segundo ele, quem for para o segundo turno vai vencer Celso Russomanno.

No vídeo, o pastor também critica o ex-presidente Lula. “Virar um cabo eleitoral voraz se torna ridículo.”

Malafaia, conhecido por suas posições conservadoras, foi um dos principais críticos do material que ficou conhecido entre evangélicos como “kit gay”.

Idealizado na gestão do hoje candidato Fernando Haddad (PT) no Ministério da Educação, o material visava combater a homofobia nas escolas, mas foi suspenso pela Presidência após críticas da comunidade evangélica.

À época da polêmica, ele comandou um ato com 20 mil evangélicos para pressionar o governo.

Em 2011, o pastor chegou a dizer que o Supremo “rasgou” a Constituição ao reconhecer a união estável de casais homossexuais.

Nas últimas eleições presidenciais, Malafaia já havia declarado apoio a Serra contra Dilma Rousseff (PT).

Folha / Portal Padom

Deixe sua opinião