JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

O teólogo evangélico pastor John Piper oferece conselhos aos pais que não sabem como falar com seus filhos sobre os horrores do inferno e lembrou-lhes que se as crianças souberem como vencer o pecado, a morte e o inferno através de Cristo, poderão enfrentar qualquer coisa.

Piper, fundador e líder da desiringGod.org e chanceler da Bethlehem College & Seminary, compartilhou seus pensamentos sobre a vida após a morte em resposta a uma pergunta de um pai preocupado com o que ele deve dizer ao seu filho, que tem “extrema ansiedade sobre a morte”, em relação ao inferno.

O pastor afirmou que é melhor temer o inferno do que não o temer de todo: “Deus não pretende que Seus filhos experimentem o inferno como um fim, mas experimentem a advertência do inferno como um meio de esclarecer e estabelecer essas cinco grandes realidades. Isso é uma verdade para um garoto de 6 anos e a mesma verdade para um garoto de 60 anos “, disse Piper.

Por mais irritante que seja, Piper aconselhou os pais a não “fugir dessa oportunidade“.

Não perca este momento de ouro de usar o medo do inferno como um meio de esclarecer e estabelecer a verdade de 1) um Deus grande e glorioso, 2) uma natureza horrível do pecado, 3) a realidade e a justiça do julgamento futuro, 4) a grandeza da cruz e o resgate de Cristo do inferno, e 5) a glória de uma vida destemida de fé“, disse ele.

Primeiro, ele disse que o medo do inferno é uma “oportunidade de ouro para tratar Deus como grande e glorioso e totalmente real”.

“A razão pelo qual o inferno é tão terrível é porque Deus é tão grande que desprezá-Lo é tão mal que merece esse terrível castigo“, afirmou. “Em outras palavras, o horror do inferno é um sinal sobre o infinito valor e preciosidade e beleza e bondade e justiça de Deus. Se Ele fosse pequeno, se Deus fosse pequeno, o inferno seria morno. Coisa horrível “.

Segundo, o medo do inferno é uma “oportunidade de ouro para ensinar sobre a natureza e a gravidade extremamente grande do pecado”.

“O inferno é tudo sobre o resultado de uma vida de pecado, e, portanto, uma criança precisa entender o que é o pecado O pecado é tudo sobre ficar aquém da glória de Deus, ou seja, não ver a Deus como glorioso e honrá-Lo e agradecer-Lhe Como glorioso, e segui-Lo e louvá-Lo e glorificá-Lo “, explicou

Terceiro, um verdadeiro medo do inferno pode “levar a criança à consciência da realidade e da justiça do julgamento final de Deus“, explicou Piper.

“Que presente para uma criança crescer profundamente convencido de que o mundo inteiro enfrentará o julgamento algum dia. Isto dará a seriedade à vida da criança. Os pais preocupam-se demais que suas crianças serão infelizes com medo do julgamento quando deveriam preocupar-se que seus filhos serão felizes sem o temor a o julgamento.“, explicou.

Em quarto lugar, é importante que os pais usem a discussão para “ampliar a cruz de Cristo”, contou Piper.

“Que momento de ouro para as crianças se encontrarem e conhecerem o Cristo vivo e as glórias do que Ele alcançou na cruz. O remédio do medo de nossos filhos não é esconder o inferno, mas revelar Cristo e a cruz“, disse ele.

“Devemos estar preparados para pintar as realizações da cruz em cores tão pródigos que elas ofuscaram os medos do inferno.”

O pastor explica que o receio do inferno, pode ensinar as crianças a viver uma “vida sem medo de fé”.

“Se você pode ensinar o seu filho sem medo sobre o inferno, com base na morte e na ressurreição de Jesus, você lhe dará o terreno de total destemor na vida”, disse ele. “Faça dele um guerreiro, ou faça dela uma guerreira, porque não há nada maior que eles possam enfrentar, nada os ameaçará mais do que o pecado, a morte e o inferno”.

Piper concluiu: “Se eles souberem como vencer o pecado e a morte e o inferno através de Cristo, então eles poderão enfrentar qualquer coisa. Eles serão destemidos na vida, e que bem farão então?”

Outro teólogo popular, Russell Moore, em abril, enfatizou que os cristãos fiéis não podem negligenciar a realidade do Inferno – por mais difícil que seja.

“Há um grande vale que separa o justo dos injustos e a base para essa separação é o Evangelho de Jesus Cristo“, disse ele. “Nós não podemos ser pessoas que estão preocupadas com a Justiça, se estamos envergonhados com a doutrina do Inferno.”.

Portal Padom

Deixe sua opinião

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗