Já se passaram duas semanas e meia, em que dois pastores de uma igreja em Lankeland, foram baleados por Jeremias Fogle, 57 anos. Agora, pela primeira vez, um dos dois pastores que ficaram feridos naquele dia está contando sua história de sobrevivência.

Jeremias Fogle entrou na Church Greater Faith Christian durante um culto dominical de manhã e abriu fogo contra Pastor William Boss e pastor auxiliar Carl Stewart que estavam em oração no momento.

Eles sobreviveram, mas a mulher do atirador acusado, Theresa Fogle, não. A polícia diz que Jeremias atirou e matou-a em casa antes de caminhar até a igreja.

Em sua primeira entrevista desde o tiroteio, o Pastor Boss disse a repórteres nesta quinta-feira, que acredita que Deus ouviu sua oração naquela manhã e – em suas palavras – sabia exatamente quando iria aparecer.

“Eu acredito que a oração que orávamos criou a atmosfera para o impacto e o milagre”, disse ele. “Acredito que (Deus) não estava disposto a me levar para casa.”

Boss diz que em sua memória o que mais se destacou não é o tiro naquela manhã de domingo, mas o que ele descreve como um “aplaudir alto do céu”.

“Eu acredito que houve uma intervenção divina do Deus Todo-Poderoso que sustentou minha vida”, disse ele.

Boss ainda está se recuperando dos ferimentos que sofreu naquele dia. Ele fica cansado com freqüência e sofre de dores de cabeça.

Por causa de sua fé forte, Boss diz que perdoa o assassino pelo que fez, apesar de não saber o motivo que ele e o Pr. Stewart serem os alvos.

Stewart também está se recuperando dos ferimentos.

Em vez de enviar cartões e flores, a Igreja, está pedindo doações para cobrir as despesas médicas.


Fonte: Portal Padom

Deixe sua opinião