Pastor prega pela primeira vez após massacre da igreja do Texas e diz que as vítimas estão “dançando com Jesus hoje”

Igreja do Texas tem o primeiro culto desde o tiroteio que matou 25 fiéis

432

Uma semana depois de um homem armado ter matado 25 membros da Primeira Igreja Batista em Sutherland Springs, no Texas, o Pastor Frank Pomeroy, que perdeu sua filha no massacre, ministrou o seu primeiro sermão após o ocorrido, ao qual ele lembrou sua congregação de que seus irmãos e irmãs estão “dançando com Jesus hoje.”

O culto foi realizado em uma barraca, em um campo de beisebol a certa distância da igreja, o pastor Pomeroy disse aos 500 fieis que participaram do culto, que “A vitória tem um preço… Você não pode ser vitorioso na batalha sem ser ferido na batalha”.

Pomeroy, está à frente da igreja a 15 anos, no dia do atentado ele estava fora da cidade quando recebeu a notícia de que sua filha de 14 anos, Annabelle, estava entre as pessoas mortas.

“Conheço todos os que perderam a vida naquele dia, alguns dos quais eram meus melhores amigos e minha filha“, disse Pomeroy, com sua voz quebrando de emoção. “E garanto sem sombra de dúvida que estão dançando com Jesus hoje. Deus recebe a glória”.

“Nós temos o poder de escolher e, ao invés de escolher a escuridão, como aquele jovem fez aquele dia, eu digo que escolhemos a vida”, continuou ele.

Este ataque, está sendo conhecido como o tiroteio mais mortal da história do Texas, Devin Kelley, de 26 anos, entrou na igreja na semana passada e abriu fogo contra os fiéis de Pomeroy, deixando 25 mortos e 20 feridos, incluindo crianças.

Igreja foi transformada em um memorial temporário

No domingo à noite, a igreja abriu suas portas e convidou o público dentro do santuário, que havia sido esvaziado e transformado em um memorial, com o chão e teto em branco.

Aqueles que foram ao memorial encontraram 25 rosas vermelhas em 25 cadeiras brancas, representando cada uma das vítimas que perderam a vida. Uma única rosa, foi colocada em uma cadeira em homenagem ao nascituro.

Uma gravação de algumas das vozes das vítimas foi tocada em segundo plano. Eles estavam lendo escrituras ou orando.

“Quero todos os que entram lá para saibam que as pessoas que morreram, viveram para o seu Senhor e Salvador e queriam que elas também vivessem”, disse Pomeroy no culto de domingo.

No púlpito da igreja, atrás de outra cruz de madeira, havia escrituras que deveriam ser lidas no domingo passado.

Estava o Salmo 100, que lê, em parte, “Entre em seus portões com ação de graças e Seus tribunais com louvor. Dê graças a Ele e louve Seu nome. Porque o Senhor é bom e seu amor é eterno, a fidelidade dele dura por todas as gerações. “

O senador do Texas, John Cornyn, também participou do culto e depois comparou Pomeroy com um pastor que conduziu seu rebanho através desses tempos escuros no meio de sua própria perda trágica.

Está claro que eles são pessoas de fé profunda“, disse Cornyn. “E isso é o que os sustenta e lhes dá esperança, mesmo durante tempos obscuros como esse”.

“Eu o vi de pé na frente da igreja, confortando os outros”, disse Cornyn. “É notável, mas é um testemunho de sua fé e sua compaixão pelos outros durante este momento tão difícil”.

Pomeroy já disse que quer que a igreja seja demolida e possivelmente tenha um memorial erguido em seu lugar. No entanto, no final do culto, o ex-pastor associado Mark Collins anunciou que o serviço da igreja do próximo domingo retornará ao santuário onde o ataque da semana passada foi realizado e as aulas da escola dominical irão continuar.

Fé mesmo nos momentos difíceis

Um dia depois da morte de sua filha, Pomeroy falou em público e instou sua congregação a se apoiar em sua fé em meio à devastação.

“Eu diria isso para todos – meus famílias aqui e vocês lá – o que a vida traz para você, inclinar-se sobre o Senhor em vez de seu próprio entendimento,” Pomeroy, que pastoreava a igreja por 15 anos, disse. “Eu não entendo, mas eu sei o que o meu Deus faz”.

Sherri Pomeroy disse: “Perdemos mais do que Belle ontem – e uma coisa que me dá um incentivo é o fato de Belle estar cercada ontem por sua família da igreja que ela amava ferozmente e vice-versa”.

“Nossa igreja não era composta de membros ou paroquianos, nós éramos uma família muito próxima”, acrescentou. “Nós comemos juntos, nós rimos juntos, choramos juntos e adoramos juntos. Agora, a maioria da nossa família da igreja se foi – nosso prédio provavelmente está além do reparo, e alguns de nós que ficaram para trás perderam tragicamente ontem”.

Portal Padom

Deixe sua opinião