FLORIANÓPOLIS – Um pedreiro morreu em um acidente de trabalho nesta sexta-feira em Lages, na Serra Catarinense. Gerli Fernando Silva da Costa, de 43 anos, trabalhava na cobertura de uma quadra de tênis em um clube e caiu de uma altura superior a seis metros, depois que o teto de folha de amianto da estrutura cedeu.
O acidente aconteceu no Clube Caça e Tiro 1º de Julho, um dos mais tradicionais da cidade, onde Gerli trabalhava há cerca de sete anos.Por volta das 9h30m, a mulher dele, Roseli da Silva Guimarães da Costa, de 36 anos, estava em casa quando soube do acidente por uma rádio local. Ao ouvir o nome do marido, ligou para o celular dele, mas quem atendeu foi um colega de trabalho, que em seguida chegou à residência para contar a notícia.
Morador do Bairro São Pedro e pastor da Igreja Evangélica Unidos Pela Fé, Gerli havia sofrido outros dois acidentes de trabalho no mesmo clube nos últimos dois anos. O pedreiro, que chegou a receber os primeiros atendimentos médicos, morreu ainda no local, vítima de traumatismo craniano.
oglobo/padom.com.br

Deixe sua opinião