Pastor Rafael Octavio, pregando na igreja Profetizando às Nações em 2016 - Foto Youtube.

Na tarde desta terça-feira, uma triste notícia abalou a comunidade evangélica do Brasil, outro pastor evangélico cometeu suicídio, após lutar contra a depressão.

Segundo informações, o jovem pastor Rafael Octávio, que é ligado à igreja Assembleia de Deus Tempo de Avivamento, que tem como líder o deputado federal Marco Feliciano, Rafael teria tirado a própria a vida ao pular de uma ponte no município de Orlândia, interior de São Paulo.

Rafael, fazia parte da cúpula do ministério, teria dirigido algumas congregações, inclusive na cidade de Franca. No entanto, segundo informações ele a algum tempo estava afastado das funções ministérios devido a uma grave depressão, que embora ele estava tratando com medicamentos, não estava obtendo os resultados desejados.

Amigos e fieis lamentam a perca deste jovem pastor pelo suicídio 

Nesse momento me falta palavras para expressar a minha gratidão pelo Senhor. A gratidão pelo aprendizado,por participar do ministério infantil e por tudo que foi feito na época!Infelizmente essa doença maldita lhe venceu que é a depressão…Vá em paz que Deus lhe receba Pastor Rafael Octavio #luto — sentindo-se de coração partido.”, lamentou a internauta Dri Costa no facebook.

A psicologa cristã Marisa Lobo também postou uma nota em sua pagina no facebook dizendo: “

#Luto Hoje se foi um amigo, um pastor querido.Tinha uma familia especial ers filho da querida #PraZela, pastora de uma igreja comprometida com evangelho (eu conheço muito) Minha tristeza é saber que aparentemente Pr.Rafael não tinha motivos para desistir de viver. Esposa linda, filha, mãe, pai, igreja…Mas a depressão era grave, QUÍMICA. Ele tinha o que chamamos de “depressão sorridente” aparentemente não se notava, mas a sua mente sofria. A ponto de desistir de viver. Para família e amigos resta a dor, mas a esperança de que Deus tenha misericórdia e conforte os corações. Mais um pastor? ? Isso precisa acabar!! ??????

O internauta Gilberto Chagas, fez um grande alerta ao comentar sobre o suicídio do pastor Rafael dizendo:

O pastor Rafael Octávio infelizmente virou mais um na estatística de lideres religiosos que por sofrerem de depressão, tiram a própria vida. Aqui ficam alguns alertas: os pastores precisam admitir com urgência que são pessoas normais e sujeitas a fraquezas e dores existenciais. Tentar vender uma imagem de perfeição é um atentado contra a própria existencia. Os membros precisam parar com a expectativa de ter lideres perfeitos e sem fraquezas. E por último, precisamos aprender de uma vez que se depressão fosse a ausencia de Deus, não teriamos um indice tão elevado de depressivos que frequentam igrejas, cantam louvores, carregam a bíblia, oram ao Senhor e mesmo assim convivem com a doença!”

Este lamentavelmente é mais um casa de suicídio envolvendo um pastor evangélico,que semelhantemente aos outros a vitima sofria de depressão. Doença essa que tem algumas características de tristeza profunda, ideação suicida, desesperança em isolamento.

O pastor Rafael Octávio era muito amigo dos pastores Marco Feliciano e do tecladista Pr. Roberto Marinho, que até o final desta reportagem não se pronunciaram nas redes sociais sobre o acontecido…

Oremos pela família enlutada…

Pastor Rafael Octavo pregando na igreja da cantora Fernanda Brum em 2016

Suicídio de um pastor deve ser um alerta sobre saúde mental e ministerial

No fim de semana, ouvimos a triste notícia de que o pastor principal da Inland Hills Church em Chino, Califórnia, havia se suicidado. Sua esposa Kayla compartilhou no Twitter que seu marido, Andrew Stoecklein, de 30 anos, morreu: “Ontem à noite, o amor da minha vida, o pai dos meus filhos e o pastor da nossa incrível igreja deu seu último suspiro e foi com Jesus.”

Sem dúvida haverá muitas pessoas pontificando sobre os porquês e o porquê dessa trágica história, mas eu só quero trazer alguns pensamentos simples para a mesa.

O fato de que esta notícia tenha atingido a imprensa cristã tão rapidamente me diz algo. Há muitos cristãos no trabalho secular que chegaram ao ponto de que tirar sua vida parece ser a única opção para eles. Mas, além de seus amigos e familiares, o seu falecimento muitas vezes não é notado para o resto do mundo.

Parte de mim está satisfeita com a notícia espalhada pelos oceanos. Isso vai atingir a igreja e a comunidade deles com tanta força, e isso vai espalhar o Chino enquanto a notícia se espalha. A família de Andrew e a igreja precisarão de todas as orações que pudermos oferecer. (clique aqui e saiba mais)

Igreja fica chocada após pastor cometer suicídio

Após lutar contra a depressão e ansiedade, pastor tira a própria vida, deixando para trás igreja, esposa e os três filhos.

O pastor Andrew Stoecklein, de 30 anos, da Igreja Inland Hills Church, morreu no sábado depois de tirar a própria vida. O pastor deixou três crianças e sua esposa.

“Ontem à noite, o amor da minha vida, o pai dos meus filhos e o pastor da nossa incrível igreja deu o seu último suspiro e foi estar com Jesus“, escreveu sua esposa Kayla em seu Instagram.

Ela disse que Stoecklein sofria de depressão e ansiedade. (clique aqui e saiba mais sobre esse caso)

Pastor Max Lucado descobre o motivo da epidemia de suicídio e oferece a solução

O pastor e escritor best-seller Max Lucado disse que o dramático aumento do suicídio nas últimas duas décadas é parcialmente devido à falta de esperança decorrente da ascensão do secularismo nos EUA.

Falando no lançamento de seu novo livro, Unshakable Hope: Building Our Lives on the Promises of God (Esperança Inabalável: Construir Nossa Vida nas Promessas de Deus), no Museu da Bíblia no dia 6 de agosto, Lucado disse que vivemos em uma sociedade “onde é como alguém colocar uma lipoaspiração em nossa esperança e está sugando isso.” (clique aqui e saiba mais)


Deixe sua opinião