pastor-rick-warren-perfils-facebookDurante muito tempo renomado pastores têm expressado o seu desconforto como algumas celebridades, pela existência de falsas contas nas redes sociais com o seu nome. No entanto, recentemente o pastor Rick Warren revelou que este problema tem aumentado.

Warren anunciou esta semana que nos meses após o suicídio de seu filho Matthew surgiram mais de 200 paginas no Facebook falsas, que solicitavam fundo para o seu memorial. Até o momento formam encerrados 179 delas.

Em resposta, o pastor disse que essas pessoas pretendiam ‘ganhar dinheiro’ com a morte de seu filho.

Warren, cuja igreja, de fato, arrecada fundos para lutar contra doenças mentais em honra a Matthew, se referiu aos seus seguidores nas redes sociais Facebook e Twitter dizendo “Muito obrigado amigos por informar sobre isso e obrigado por ‘curtir’ esta pagina real”.

Mas com lideres evangélicos como Joyce Meyer, Max Lucado e Andy Stanley, tendo sido mais influentes no Twitter que as celebridades da cultura pop, Warren não tem sido o único cujo perfil foi hackeado ou ‘clonado’.

Um dos incidentes mais recentes de personagens de alto perfil,ocorreu com o pastor Joel Ostten, que foi vitima de um esquema minuciosamente elaborado no que o autor fez um perfil falso no Twitter, um site  e uma agencia de noticias para anunciar uma suposta mudança da fé de Osteen. Mas o cérebro do plano, Justin Tribble, mais tarde disse “Eu não queria fazer dano a pessoa, não queria difama-lo”, disse a ABC News,

Por sua vez, a sra. Kay, esposa de Warren, recentemente deu um alerta, quando outro imitador hackeou a conta de seu marido mudando o nome do Twitter para @iamsam241 e tuwitou sobre o retorno de Warren a Igreja Saddleback no final de julho.

Warren recentemente voltou a pregar na Igreja de Saddleback, pela primeira vez desde a morte de seu filho em abril. – cbn

Portal Padom

Deixe sua opinião

WhatsApp
Entre e receba as notícias e artigos do dia