Pastor e policial que invadiram templo umbandista são denunciados ao MP

1
84

A Congregação Espírita Umbandista do Brasil (CEUB) e a Irmandade da Religião Afro-brasileira (Irmafro) denunciaram ao Ministério Púlbico Estadual a invasão de um templo umbandista em São Gonçalo pelo pastor neopentecostal Saintclair Gomes, auxiliado pelo policial militar Nielsen Campos Nogueira, do 7º BPM. Eles também são denunciados por abuso de autoridade e violação de templo.
O crime ocorreu em junho do ano passado, quando Saintclair ocupava o cargo de Conselheiro Tutelar do município. A CEUB e o Irmafro tomaram conhecimento do fato através do registro de ocorrência feito na 74ª DP que veio a tona depois do pastor ser denunciado por coordenar um projeto suspeito envolvendo subsídio para igrejas em São Gonçalo.
Saintclair Gomes é o coordenador do projeto denunciado pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, para subsidiar igrejas neopentecostais com dinheiro do governo federal.
O templo invadido fica no bairro Jardim Catarina e os sacerdotes não foram localizados pelas instituições. O objetivo, além de denunciar o abuso do pastor, é o de localizar as vítimas e oferecer assistência jurídica e social.

O Dia/www.padom.com

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui