Um pastor venezuelano foi encontrado morto na noite de segunda-feira, 16 de dezembro, vários dias depois de ter sido dado como desaparecido. Ele tinha 58 anos.

O Rev. Luis Gregorio Coronado foi pastor da Igreja Luterana Fuenta de Vida (Igreja Luterana da Fonte da Vida) por mais de 25 anos em Puerto Ordaz. A Igreja Luterana Fuenta de Vida fazia parte da Igreja Luterana da Venezuela.

Coronado desapareceu enquanto viajava para visitar membros de sua igreja na quinta-feira, 12 de dezembro, relata El Pitazo. Mas de acordo com o blog oficial do jornal da Igreja Luterana-Sínodo do Missouri (LCMS), Coronado desapareceu no sábado, 14 de dezembro.

O corpo de Coronado, que já estava em decomposição, foi encontrado em um prédio pertencente à sua igreja, segundo El Pitazo . As autoridades encontraram Coronado com as mãos e os pés amarrados. As evidências na cena do crime incluíam corda, uma garrafa de álcool, bitucas de cigarro e uma embalagem de doces.

A família de Coronado diz que ele nunca recebeu ameaças e não tinha inimigos.

“Luis era um pastor gentil e fiel”, diz o Rev. Ted Krey, diretor regional do LCMS para a América Latina e o Caribe. “De fato, ele era muito parecido com João Batista, sempre apontando outras pessoas para Jesus e a firme esperança do Salvador. Eu lamento. Luto por sua querida esposa e seu filho que o segue no ministério.

Luis agora desfruta de nova vida em Jesus. Nós crescemos mais fortes em nossa esperança do advento de ver nossos entes queridos reunidos em torno de nosso vivo Senhor Jesus”.

De acordo com a conta oficial do LCMS no Twitter, Coronado foi o segundo pastor mais antigo da igreja.

“Por favor, mantenha a família dele e o ILV em suas orações”, twittou o LCMS .

Coronado deixa para trás uma esposa e três filhos.

Deixe sua opinião

WhatsApp
Entre e receba as notícias e artigos do dia