Notícias gospel – O pastor canadense Lim Hyeon-soo, de 60 anos, condenado recentemente na Coréia do Norte a prisão perpetua por pregar o evangelho ao dizer que somente Jesus merecia ser adorado, vive dias de horror e sofrimento.

De acordo com uma entrevista do canal de televisão americana CNN, Lim é obrigado diariamente a trabalhar em campos de concentração e executar serviços pesados como cavar buracos todos os dias.

downloadO pastor diz que está sendo muito difícil, porque nunca em sua vida tinha executado serviços pesados, e agora já com uma idade avançada, sente debilitado e sem forças.

Suas roupas no campo de concentração são cinzas e ele é marcado com a matricula sob número 036, e também teve sua cabeça raspada e vive em uma cela fria e escura na prisão da Coréia do Norte.

A Igreja Presbiteriana da Luz de Toronto, onde o pastor Lim atuava realizando missão humanitária na Coréia do Norte, disse que a acusação contra o pastor é autoritária e mentirosa, pois a única atitude do pastor Lim era ajudar as pessoas no país norte-coreano.

image-doc-6j3bp-dataO pastor ainda disse que trabalha 8 horas por dia e tem 3 refeições diárias, porém não teve seu pedido atendido quando solicitou as autoridades uma bíblia para leitura.

Lim ainda afirma que embora esteja sofrendo, disse que todo o dia realiza orações por estar vivendo o que Cristo e os apóstolos viveram, e em suas orações, ele pede que a Coréia do Norte possa conhecer a Jesus Cristo e ter uma transformação cultural, moral e socioeconômica.

Pyongyang encara missionários religiosos como conspiradores ao regime do ditador e prende todos por suspeita de conspiração.

O Canadá condenou a ação do governo norte-coreano e diz que o que o pa~is comete é um atentado contra os direitos humanos do povo.

Oremos pelo pastor Lim.

 

André Santos

Portal Padom

Deixe sua opinião