O Brasil vive um momento difícil que mobiliza a sociedade em busca de uma luta contra um inimigo que tem assolado o país e também causado alarme no mundo todo.

A doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, por nome de Zica Vírus, tem causado transtorno em diversas cidades do Brasil principalmente entre as mulheres grávidas que correm o risco da doença afetar o desenvolvimento da criança ainda no útero causando a microcefalia.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) chegou divulgar uma nota em que pede as autoridades brasileiras que permitam o aborto de crianças afetadas pela microcefalia.

Aedes-aegypt1Diante dessa batalha, difícil de ser vencida devido ao número de cidades e bairros onde não possuem coleta de esgoto, com isso facilitando a proliferação do mosquito transmissor, o governo tem investido em campanhas publicitárias e usado até mesmo o Exército para tentar acabar com os focos que espalham o terror no Brasil, principalmente no nordeste do país.

Diante dessa tragédia, o pastor Isaias Reis disse que teve uma revelação sobre a proliferação da doença, onde ele relata que um “demônio” está sobre o Brasil causando essa desgraça na vida das mães cuja crianças são atingidas ainda no útero pela microcefalia.

Segundo o pastor, esse demônio por nome de Moloque tem usado os mosquitos para atingir as crianças trazendo essa doença. O pastor cita uma referencia bíblica em Leviticos 18-21.

Ele ainda pede para que as pessoas levantem um clamor pelo Brasil a fim de que a oração do povo possa destruir todos os métodos desse demônio.

946155_1146200822064643_6914849759188981378_nMuitos têm duvidado da visão do pastor, outros acreditam dizendo que de fato todas as doenças têm origem no mal e são usadas pelos demônios para atormentar as pessoas.

Não há base bíblica para afirmar nada, porém há base bíblica para que a oração do povo de Deus possa desfazer as obras do diabo, e todo o sofrimento humano, tem origem no mal.

O que acham sobre a visão do pastor, deixem suas opiniões.

 

André Santos

Portal Padom

Deixe sua opinião