A cantora baiana Daniela Mercury, moveu uma ação contra o pastor evangélico e deputado federal Sargento Isidório, por ter realizado contra ela ofensas fundamentalistas e homofóbicas em um vídeo gravado e viralizado nas redes sociais no ano passado.

Daniela e Isidório deveriam se encontrar em uma audiência de conciliação nesta terça-feira, 22, pela Justiça estadual no Fórum Rui Barbosa, mas o ex-militar não compareceu. Com sua ausência,

Daniela diz que ficou mais ofendida com o parlamentar.

Vim aqui na audiência na data e horário marcados. A ausência deste senhor me ofende mais uma vez. Continuo na expectativa que a justiça aja e que ele seja obrigado a reparar o dano que causou a mim e a minha família”, afirmou Daniela Mercury em um comunicado.

Sargento Isidório, é conhecido por muitos como “Cabo Daciolo da Bahia”, ele é declaradamente um ex-homossexual, sendo eleito no ano de 2018 o deputado federal mais votado na Bahia, somando 323.264 votos, número este de quatro estádios do Maracanã lotado.

A polêmica do deputado federal pastor Sargento Isidório e a cantora Daniela Mercury

Daniela Mercury, nos últimos anos se revelou como lésbica, não gostou nada das declarações feitas pelo Sargento Isidório, me um vídeo divulgado em agosto de 2018, onde ele a chama de “escrava de satanás”, “puta” e “endemoniada”. 

No vídeo em questão, o ex-militar, criticou Daniela que faz parte do movimento LGBT por desrespeitar os símbolos sagrados, ao dizer que Jesus é gay, e desrespeitando os santos católicos, segundo ele a cantora tem feito “sindicato da viadagem’.

Em dado momento do vídeo, o pastor diz que no passado foi gay, mas que conheceu a Jesus e teve a sua vida transformada, disse ainda que a relação sexual deve ser feita apenas entre um homem e uma mulher e que o relacionamento gay é condenado por Deus.

Leia também!  Daniela Mercury beija mulher em protesto contra Marco Feliciano

Vídeo polêmico do Sargento Isidório que constrangeu Daniela Mercury

Deixe sua opinião